55 anos da primeira escalada ao Everest

0

Há 55 anos atrás, a primeira ascensão até o topo do Everest era realizada pela expedição anglo-neozelandesa, comandada John Hunt e que colocou no cume do topo do mundo as alpinistas Tenzing Norgay e Edmund Hillary.


Por Beto Joly

Às 11:30h de 29 de Maio de 1953
Tenzing Norgay e Edmund Hillary chegavam no cume do monte Everest, e
hoje completa 55 anos desde que a expedição anglo-neozelandesa
dirigida por John Hunt realizou esta
conquista.

Everest é o nome conhecido no
ocidente, já nos países asiáticos, a montanha é conhecida como Qomolangma (ou Chomolungma) pelos tibetanos,
que tem significado parecido com “Deusa mãe do universo” ou Sagarmatha, assim denominada pelos nepaleses.

O Everest é a montanha mais alta do planeta,
seus 8848 metros sobre o nível do mar representaram (e ainda representam) um dos maiores
desafios para aventureiros de diversas épocas.

A montanha tem hoje duas rotas principais de ascensão, pelo lado
sudeste no Nepal e pela crista nordeste no Tibet, além de mais 13 outras
rotas menos utilizadas. Das duas rotas principais a sudeste é a
tecnicamente mais fácil e a mais freqüentemente
utilizada.

Esta foi a rota utilizada por Edmund
Hillary e Tenzing Norgay em 1953. Entretanto a escolha por esta rota
foi mais por questões políticas do que por planejamento de percurso,
uma vez que a fronteira do Tibet estava fechada aos estrangeiros, desde
1949.

A maioria das tentativas é realizada entre
abril e maio, a chamada ´temporada´, que ocorre antes do período das monções. É a melhor época porque normalmente qualquer mudança climática brusca produz o “jet stream”, rajada de
vento muito violenta, e nesta época do ano se reduz sensivelmente a
velocidade do vento.

Ainda que algumas vezes sejam
feitas tentativas após o período da monções, como por exemplo em
setembro e outubro, o acúmulo de neve causado pelas monções torna a
escalada muito mais difícil e
perigosa.

Histórico

Desde
1921, diversas tentativas de escalada foram realizadas. Em 6 de Junho
de 1924 os britânicos George Mallory e Andrew Irvine, fizeram uma
tentativa de ascensão ao Everest da qual jamais retornaram.

Não se tem informações se conseguiram chegar ao
cume e morreram na descida, ou se não chegaram até ele, já que o corpo
de Mallory, que foi encontrado em 1999, estava com objetos pessoais mas
sem a foto da esposa que ele havia prometido deixar no
topo. Para resolver esta questão, os pesquisadores concentram as forças na busca da máquina fotográfica do alpinista. Porém o trabalho é árduo e perigoso.

– 1841:
o coronel George Everest, topógrafo-geral na Índia, nomeia
temporariamente a montanha como Pico XV.

– 1852: cálculos da Great
Trigonometrical Survey levam a concluir ser a montanha mais alta da
Terra.

– 1921: primeira expedição
britânica para o Everest.

– 1924: a 8 de junho, George
Mallory e Andrew Irvine partem rumo ao pico e desaparecem na neblina.
Nunca se soube se chegaram ao topo ou não.

– 1953: na manhã de 29 de maio, o
apicultor neozelandês Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay chegam
ao cume.

– 1975: em 16 de maio, Junko
Tabei tornou-se a primeira mulher a escalar o Everest.

– 1978: a primeira ascensão sem
oxigênio foi feita por Reinhold Messner e Peter Habeler.

– 1980: Reinhold Messner efetua a
primeira ascensão solitária.

– 1995: Waldemar Niclevicz e
Mozart Catão são os primeiros brasileiros a atingir o cume do Everest,
às 11h22 do dia 14 de maio.

– 1996: maior número de
alpinistas mortos num só ano: dezenove.

– 1999: o corpo de Mallory é
encontrado com objetos pessoais mas sem a foto da esposa, que prometera
deixar no pico.

– 1999: em maio, João Garcia é o
primeiro português a atingir o pico (e sem oxigénio suplementar), mas
enfrenta problemas na descida (o seu colega de escalada belga morre na
descida), e é resgatado por um casal de alpinistas brasileiros (Paulo e
Helena Coelho), e após longa internação sobrevive, com amputações na
ponta dos dedos e no nariz.

– 2001: em 25 de Maio de 2001
Erik Weihenmayer tornou-se o primeiro alpinista cego a atingir o
topo.

– 2005: em junho, Vitor Negrete,
alpinista brasileiro, chega ao cume pela face norte (com auxílio de
oxigênio), e encontra-se no cume com a dupla de brasileiros Waldemar
Niclevicz e Gustavo Irivan Burda, que escalaram a montanha pela face
sudeste (via clássica nepalesa),

– 2006: em maio, Vitor Negrete
morre na descida, após atingir o topo do Monte Everest sem o auxílio de
oxigênio. Ana Elisa Boscarioli torna-se a primeira brasileira a escalar
o Everest pela face sudeste (via clássica nepalesa).

– 2008: em 27 de maio, os
brasileiros Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri conseguiram chegar ao topo
do Monte Everest, o mais alto do mundo (8.850m de altitude).

Abaixo um
interessante vídeo com cenas do Everest:

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário