Computadores e altitude - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
tecnologia

Computadores e altitude


Categoria: Tecnologia

Várias vezes eu notei que ao passar de 5000 metros, computadores não ligam mais ou ligam por um tempo e param de funcionar. Anos depois descobri porque:

Por Maximo Kausch:

Para armazenar dados, a grande maioria dos computadores tem dentro um disco rígido rotatório. Neste, a informação é gravada magneticamente em pratos metálicos rotatórios. Para magnetizar e desmagnetizar o prato existe uma agulha com leitores em ambas partes do prato. É aqui que começa o problema. Se houvesse contato do disco metálico com a agulha (como era feito em modelos do passado), as unidades seriam danificadas com o tempo de uso. Nos discos rígidos atuais, a agulha nem sequer encosta no disco. Isso é feito através da velocidade de rotação do próprio, que é tão grande que a agulha acaba "flutuando" sobre o disco. O ar portanto é um componente essencial para o funcionamento dos discos rígidos.

Há muitas pessoas que dizem que um disco rígido trabalha a vácuo. Na verdade eles tem um filtro que permite a unidade em se adaptar às variações de pressão atmosférica e ao mesmo tempo mantém a unidade limpa de poeira e outros resíduos.

Em grandes altitudes, a baixa densidade do ar faz com que a agulha simplesmente pare de flutuar e encoste no disco. Isso geralmente causa dano físico no disco rígido, perda de dados e um montanhista infeliz.

Como o risco varia de fabricante a fabricante, não há forma de prever a que altitude o seu computador pode falhar. O simples teste do equipamento em altitudes pode inutilizar o mesmo e fazer com que você perca dados. Geralmente os fabricantes limitam a altitude operacional para 3000 metros. Na realidade porém, esta altitude é bem maior. Geralmente, mídia rotatória funciona até mais ou menos 4500 metros de altitude. Já usei estes aparelhos a 5800 metros sem ter problema algum. Em outras ocasiões, inutilizei discos rígidos a 4800 metros de altitude.

Alguns discos rígidos são preparados para altitudes e tem pressão interna controlada. Discos como o ToughDisk além de altitude extrema, são adaptados excesso de umidade e choques.

Solução

A melhor saída é a de utilizar mídia não rotatória como discos SSD (Solid State Drive). Estes armazenam a memória em microchips e não contém partes rotatórias. Além de resistir a qualquer altitude, SSDs são mais rápidos, são mais resistentes à batidas, não fazem barulho, precisam de menos energia elétrica e são adaptados facilmente em slots para discos rígidos comuns. Como desvantagem, SSDs são normalmente de 5 a 8 vezes mais caros que HDDs (discos comuns).

Em 2008, Phil Crampton levou um computador portátil da General Dynamics até o cume do Everest e mandou o primeiro email daquela altitude. Além de um disco rígido SSD, a unidade é inteira selada à prova d´água e prova de choque. Segundo Phil, ele teve que quebrar o gelo do computador antes de ligá-lo para mandar um email.

Para saber que tipo de disco o seu computador usa, você pode ir a "Meu Computador", localizar a sua unidade principal (geralmente C:) e entrar em propriedades. Busque o nome do disco no Google.com e você vai rapidamente saber que tipo de disco você possui.

iPods

Todos os iPods novos usam memória SSD e não tem problemas nas altitudes. No geral iPods Nano, Shuffle, Touch e Mini não tem mídia rotatória e não apresentam problemas em altitudes. Já quase toda a linha Classic contém mídia rotatória e estão suscetíveis a danos em grandes altitudes.



Publicidade