Usando Trackmaker para fazer montanhismo. - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Programas para GPS

Usando Trackmaker para fazer montanhismo.


Categoria: Cartografia e Orientação

O Trackmaker é o melhor programa para edição de dados de GPS e melhor do que isso, é gratuito. Saiba algumas funções deste programa que podem ajudar o aventureiro a traçar uma rota antes mesmo do sair a campo.

Por Pedro Hauck

O Trackmaker, programa da Geostudio tecnologia, é o mais popular programa de edição de dados de GPS do Brasil. É uma ferramenta fácil de usar e conta com uma versão gratuita. Trata-se de um programa indispensável para quem tem GPS, fazendo interface entre o computador e o GPS, sendo indispensável, por exemplo, para jogar os dados do site Rumos para o aparelho.

:: Faça Download do TrackMaker
:: Conheça o site Rumos: Navegação em Montanhas!
:: Veja como jogar os dados do Rumos para um aparelho de GPS Garmin.

Além de ser uma das principais interfaces de uso no computador, o TrackMaker pode oferecer uma ferramenta a mais aos aventureiros, com a possibilidade de trabalhar em cima de imagens georreferenciadas (imagens de satélite e cartas topográficas), planejar um caminho e jogar no GPS para seguir durante uma aventura.

Para utilizar esta função, o usuário precisa ter uma carta topográfica digitalizada. Isto não é um dado fácil de adquirir, porém, com a melhora no site do IBGE, é possível fazer download de cartas de diversas escalas. Abaixo temos o link para algumas páginas onde encontramos estes preciosos mapas:

IBGE - http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/download/arquivos/index1.shtm
ITCG - http://www.itcg.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=47
IGC - http://www.igc.sp.gov.br/
Cartas topográficas de montanhas (site do Tacio) - http://tacio.com.br/tacio/arquivos/cartas.shtml
Clube dos Aventureiros - http://www.clubedosaventureiros.com/central-downloads/cartas-topograficos-jpg/

Tendo em mãos a carta do local onde você pretende se aventurar, entra em ação o TrackMaker. Antes, veremos algumas configurações necessárias para começar a georreferenciar seu mapa.

Mapas nos trazem informações complexas e quando trabalhamos com ele precisamos saber se o sistema de coordenadas e Datum estão de acordo com o do programa, necessitando assim uma calibração inicial. Antes, verifique o Datum de seu mapa (no Brasil os mapas antigos estão com Datum Córrego Alegre e os mais novos SAD 69). Após realizar esta verificação, siga os passos abaixo:

Ferramentas – opções – Coordenadas – Selecionar a opção UTM (ver sistema de coordenadas do mapa) – Selecionar o botão True Grid  - OK

Nesta opção você informará ao TrackMaker que ele deverá trabalhar com coordenadas UTM e com o Norte de Quadrícula  exatamente na vertical da tela.

Ferramentas – opções – Datum – SAD69 (ver Datum do mapa) – OK


Todos os mapas tem este local onde informa qual o Datum e outros sistemas para poder trabalhar no TM

Após a configuração dos sistemas do mapa, você está pronto para inserir o mesmo em seu TrackMaker através deste caminho:

Opções – Inserir  imagem de mapa – selecionar arquivo – OK

A carta topográfica aparecerá em seu TrackMaker, mas desta maneira ela é apenas uma imagem, não tem informações espaciais nela. Para que seja útil na navegação, você deve dizer ao computador quais são as coordenadas geográficas que aquele mapa está, isso quer dizer, você precisa georreferenciar este mapa.

Após a inserção do mapa, o botão “ferramenta Ajuste de Imagem”, ficará disponível em seu TrackMaker. É nele onde você irá georreferenciar a carta. Para melhor ajustar, é preciso utilizar cantos distantes do mesmo mapa, pois senão ele ficará deformado e as informações colhidas estarão incorretas. Para isso, escolha cantos opostos do mapa.


Para saber as coordenadas, cruze os eixos de latitude e longitude que em UTM são expressos em quilômetros multiplicados por 1000. Veja como exemplo esta carta que é a junção das Cartas Bairro Alto e Rio do Nunes, ambas na escala 1:25.000 que são fruto do projeto Pró Atlântica, disponíveis no site do ITCG.



Nestas cartas eu escolhi a coordenada de cantos opostos. Atente em informar o cruzamento exato das coordenadas e informar na caixa que aparecerá as latitudes Norte Sul em “Northing” e Leste Oeste em “Easting”. São necessário no mínimo dois pontos, porém você pode deixar os dados mais precisos colhendo quatro pontos, um em cada extremidade do mapa.

Para testar se o mapa estava georreferenciado corretamente, joguei dados do Rumos nesta carta. Como eu sei que este mapa abrange a região do Pico Paraná, baixei o tracklog do site e joguei sobre o mapa, veja na segunda imagem no canto direito do site como ficou

Desenhando uma rota sobre a carta topográfica.

Agora que você tem o mapa georreferenciado, você pode desenhar um caminho que pretende fazer no campo e jogar no GPS. Para isso, selecione a ferramenta “Desenho a mão livre” na barra lateral esquerda do programa e comece a desenhar a rota. Neste, estou querendo fazer uma travessia descendo o rio Cacatu. Posso com a ferramenta Lápis, marcar pontos importantes, como por exemplo, encontro entre rios, veja na terceira imagem que ilustra este artigo (ao lado) como ficou.

Agora que você tracejou um caminho, precisa enviar ele para o GPS. Para isso, conecte seu aparelho no computador, vá em GPS, escolha a marca de seu aparelho. Uma janela aparecerá. Nela deixe selecionado o botão enviar, escolha o botão “tudo” e todos os trajetos e pontos serão transportados para seu GPS e você terá uma importante informação para campo.

Nota: Cuidado em confiar cegamente nos dados de seu GPS. Seu Georreferenciamento pode estar incorreto e o próprio aparelho apresenta erro de 10 metros. Por isso, nada substitui a interpretação de trilhas no campo. Por este motivo que ter um GPS não significa que você pode ir pra qualquer lugar. É indispensável você ter conhecimento e experiência em montanhismo ou de outro esporte que esteja praticando para poder chegar em locais de difícil acesso.

Outros links úteis:

:: Navegando em montanhas com o Google Earth
:: As maravilhas do GPS
:: GPS na montanha, é o fim da aventura?






Serviços Especializados


Botas Montana

Publicidade

Publicidade