Janine Cardoso, campeã brasileira de escalada, diz o que você precisa para começar a subir - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Mulheres na montanha

Janine Cardoso, campeã brasileira de escalada, diz o que você precisa para começar a subir


Categoria: Entrevistas

Esportes ao ar livre só combinam com o verão, certo? Errado. Para a escalada, o outono é a melhor das estações. Não faz tanto frio quanto no inverno e não chove tanto quanto no verão. As pedras ficam mais secas e, por isso, mais seguras. O tempo aberto também garante outra coisa: a vista de quem chega ao topo.

 

Esportes ao ar livre só combinam com o verão, certo? Errado. Para a escalada, o outono é a melhor das estações. Não faz tanto frio quanto no inverno e não chove tanto quanto no verão. As pedras ficam mais secas e, por isso, mais seguras. O tempo aberto também garante outra coisa: a vista de quem chega ao topo.
 
“Quando você chega no cume, depois dos medos superados, bate um êxtase”, diz a atleta Janine Cardoso, 39 anos, nove vezes campeã brasileira de escalada. Ela já explorou mais de 20 montanhas no mundo e não parou de subir paredões de rocha nem quando ficou grávida da filha, Manuela, 9 anos. “Além de manter o corpo em forma, o esporte dá um sentimento de liberdade.”
 
À Tpm, Janine diz como e por que começar no esporte.
 
Por que fazer
 
“A escalada é um exercício completo. Você precisa superar a dificuldade do movimento e para isso tem que ter condicionamento físico do braço ao último dedo do pé. E faz bem para o lado psicológico. Você esquece todos os problemas enquanto escala porque, se não prestar atenção, acaba deixando a pedra escapar. Exige concentração, é como meditar.”
 
1º passo
 
“Na escalada outdoor, o tipo mais indicado para começar é o top rope, em que uma ponta da corda é fixada no alto da parede e a outra, segurada por outro escalador, no chão. Para começar, tanto faz se você está na montanha ou na academia, desde que tenha um instrutor experiente. Para avançar no esporte, no entanto, o melhor é frequentar uma academia com paredes indoor, para desenvolver a parte física. Em São Paulo, gosto da Casa de Pedra e da 90 graus.”
 
 
Melhores vistas
 
“No Brasil, um dos lugares que mais gosto de escalar é a Serra do Cipó, em Minas Gerais [a 100 quilômetros de Belo Horizonte]. Lá existem escaladas desde o nível iniciante até o avançado. Outro destino legal é o Visual das Águas, em Bragança Paulista [SP].”
Kit básico
 
“Para os iniciantes no outdoor, indico o uso do capacete, porque às vezes a parede acaba soltando pedrinhas, que podem incomodar. Tanto ao ar livre como em ginásios indoor, os instrutores alugam os itens básicos: a cadeirinha, os freios, a sapatilha e o magnésio em pó, para as mãos, que, com o tempo, ficam ressecadas. Costumo lixá-las para tratar os calos e manter a pele uniforme. E sempre uso creme hidratante. O [americano] Climb On é específico para escaladores e trata fissuras mais profundas.”
 
 
Musa inspiradora
 
“Admiro a americana Lynn Hill. Ela tem 52 anos e foi a primeira pessoa a chegar ao topo da parede The Nose, na Califórnia, nos Estados Unidos, fazendo escalada em livre [sem apoio, subindo apenas com a força das mãos], só com o equipamento mais básico de segurança. Até hoje ela incentiva a escalada de forma prazerosa, com muita humildade.”
 
 



Publicidade:


Publicidade

Publicidade