Avaliação da Jaqueta Columbia Waterlight II - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Teste de equipamentos

Avaliação da Jaqueta Columbia Waterlight II


Categoria: Review de equipamentos

A jaqueta Waterlight II da Columbia é um anorak leve, uma jaqueta impermeável de baixo peso e bastante simples. Nosso colunista Pedro Hauck testou este equipamento e faz uma avaliação sobre o produto. Confira:

Utilizei a jaqueta Watelight da Columbia durante algumas vezes no Morro do Anhangava, uma pequena montanha perto de Curitiba que é um dos mais famosos points da escalada do Paraná. Apesar de estar lá para escalar, o Anhagava acabou sendo um ótimo local de prova, isso por que lá não é um simples afloramento rochoso, mas sim um morro com trilhas para dar acesso aos setores e um clima que muda bastante.
 
Em uma ocasião saí do morro debaixo de chuva, em outra peguei bastante frio e vento e em todas enfrentei umidade do orvalho pela manhã, literalmente enxugando a vegetação molhada.
 
Fora do ambiente natural, usei também esta jaqueta Columbia na cidade de Curitiba que tem um clima parecido com o de Londres, onde ela foi muito útil devido às chuvas e o frio. Vamos abaixo à avaliação:
 
O QUE EU ACHEI (nota de 1 a 10)
 
Da impermeabilidade? (nota 8) 
Por quê? Um dos maiores problemas das montanhas não é a chuva, mas sim a vegetação molhada. Neste quesito achei que a jaqueta Waterlight teve um bom desempenho. O tecido da jaqueta tem bom tratamento para repelir água e as costuras tem um bom tratamento de selagem, mas claro, para impermeabilizar melhor ela precisaria ser mais grossa, o que por outro lado aumento o peso do conjunto, o que não é o objetivo da jaqueta.
 
Da respirabilidade? (nota 8) 
Por quê? A eficiência depende da temperatura e do uso correto da jaqueta Columbia, usando as aberturas da axila a jaqueta respira melhor, no entanto senti umidade nas costas, talvez por conta do contato com a mochila.
 
Do conforto do tecido? (nota 8) 
Por quê? É um tecido que permite boa movimentação, ela é um pouco grossa o que é bom para proteger da chuva, mas atrapalha um pouco na respirabilidade, embora termicamente ele ajuda bem a regular a temperatura, até por que se ajusta bem ao conceito das 3 camadas em roupas de montanha.  
 
Do escoamento da água? (nota 9) 
Por quê? O tecido drena bem a água e as costuras seladas ajudas que elas não molhem o usuário.
 
Da modelagem? (nota 8) 
Por quê? É uma jaqueta simples, bonita, mas falta alguns detalhes técnicos. Quando usamos ela com cadeirinha ficamos impedidos de usar os bolsos laterais. 
 
Do quesito conforto em geral? (nota 9) 
Por quê? Apesar de tudo isso, é uma jaqueta que agrada. Por ser um ótimo corta vento, ter um bom sistema de impermeabilidade, ser leve, acaba sendo muito confortável.
 
Do peso? (nota 10) 
Por quê? A jaqueta Waterligh II da Columbia não é tão leve como algumas ultraleves que se tem visto pelo mercado, mas pelo benefício que ela oferece, acaba sendo muito leve, já que apresenta uma proteção melhor que as mais fininhas.
 
Dos detalhes e acabamentos? (nota 8)
Por quê? É uma jaqueta com bom acabamento, mas poucos detalhes, acaba sendo bem simples, embora isso não seja nenhum problema. Aliás eu gosto de equipamentos simples.
 
Nota pelo conjunto: (nota 8.5) 
Por quê? Uma jaqueta honesta! O custo x benefício é excelente, pode ser levada em qualquer mochila por não ocupar nada de espaço e é ótimo para uso nas montanhas brasileiras e nas piores condições de clima de nosso país.
 
Roupas Columbia é na Loja AltaMontanha!
 
 



Publicidade:


Serviços Especializados


Aventurista

Publicidade

Publicidade