Do yoga à escalada ou vice e versa - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Yôga Adventure de Claudia Faria

Do yoga à escalada ou vice e versa


Categoria: Saúde

Descobri aos 14 anos de idade, simultaneamente, duas atividades que mudariam minha vida: o Yoga e a Escalada. Durante os 18 anos seguintes, fui traçando um paralelo entre essas duas práticas e cheguei à conclusão de que elas eram complementares.

por Claudia Faria
 
Na escalada, aprendemos a trabalhar o limiar das nossas necessidades biológicas como: fome, sede, frio, calor, dor, sono, entre outras. No Yoga, desde a primeira aula e por muito e muito tempo, aprendemos a desenvolver autocontrole, não só das emoções, mas das nossas necessidades orgânicas. Na escalada estamos sempre concentrados e atentos ao momento que vivemos. O Yoga conduz a meditação, que nada mais é que estar presente. Fora as sensações despertadas pelo Yoga que são muito similares ao que se vivencia na escalada.
 
E foi fazendo essas associações que cheguei ao Yôga Adventure (YA), método de Yoga que idealizei visando utilizar as técnicas milenares dessa filosofia prática para reeducar o comportamento de pessoas como eu e como você que buscam uma vida cheia de emoções, que se dedica no dia-a-dia a melhorar seu conhecimento sobre si e sobre a adrenalina que nos invade toda vez que sentimos aquele friozinho na barriga incomparável e inigualável a qualquer outra sensação, quando apoiamos nosso pé em uma agarra e iniciamos uma nova aventura!
Os benefícios do Yôga Adventure para a prática da escalada são muitos:
 
Corpos com músculos fortes, flexíveis e resistentes;
Manutenção dos músculos magros;
Equilíbrio para movimentos sutis, com leveza, segurança e precisão;
Determinação e foco. Presença no que se faz;
Controle da respiração e consequentemente das emoções;
Cuidado das fibras, músculos, ligamentos, tendões, hidratação das articulações e enriquecimento de O2 no sangue;
Equilíbrio que compensa o desenvolvimento físico e evita lesões por repetição.
 
O objetivo do YA é trocar o medo por coragem, a fadiga por disposição, a dúvida por clareza, sentir exatamente o que é preciso na hora adequada.
 
Confira agora 10 ásanas (poses de yoga) essenciais para escaladores:
 
NÁTARÁJÁSANA:
Segure em seu tornozelo com a mesma mão do lado da perna e puxe seu pé para cima, ao mesmo tempo empurre a sua mão com a força da perna como se fosse estender o joelho. Permaneça por 5 a 10 respirações profundas. Faça igual para o outro lado. Essa posição contribui para alongar as costas e bíceps. Desenvolve o equilíbrio, tônus pélvico e concentração.
 
CHANDRÁSANA:
Envolva seu abdômen, eleve seu braço oposto, tracione as costas e desça o tronco, lateroflexionando as costas. Mantenha os glúteos, coxas e abdômen contraídos. Faça para os dois lados, procure permanecer 1 minuto para cada lado. Essa ásana ajuda alongar as costas, principalmente grande dorsal, fortalece o abdômen e elimina as tensões da região alta das costas. Massageia o subescapular e fortalece ombros.
 
SHÍRANGÚSTHÁSAN:
Afastes os pés com 5 palmos entre eles. Gire um pé para fora, entrelace os
dedos das mãos atrás das costas e leve a cabeça em direção do seu pé. Permaneça por 10 a 20 respirações e faça para o outro lado. Esse ásana ajuda a fortalecer a coxa, desenvolver abertura pélvica, alongar os ombros e resistência emocional. Também ajuda a despertar força interior.
 
KAPÔDÁSANA:
Mantenha um pé firme no solo e apoie o joelho da outra perna no chão. Segure com as duas mãos o pé de trás, aproximando do quadril. Deixe os cotovelos estendidos, girando os ombros para trás desenvolvendo a extensão do tórax. Permaneça por 1 minuto para cada lado. Esse ásana desenvolve abertura pélvica, fortalece posterior de coxa, expande o tórax, melhora o equilíbrio e elimina tensão das costas e dos braços.
 
PADAHÁSTÁSANA:
Com os pés unidos, eleve os braços para tracionar as costas e solte o corpo a frente levando as mãos para o solo ou segurando atrás das pernas. Permaneça de 1 a 5 minutos. Esse ásana desenvolve alongamento em toda estrutura posterior do corpo.
 
PADÁVAKRÁSANA:
Com a mão direita segure o pé esquerdo, estenda o joelho e leve o braço esquerdo para trás torcendo as costas! Permaneça por 1 minuto para cada lado. Essa posição articula as costas, fortalece abdômen e para costais. Alonga a perna, quadril, glúteo e fortalece ombros.
 
KÁKÁSANA:
Apoie as duas mãos alinhadas no solo na mesma distância que seus ombros. Apoie seus dois joelhos sobre os braços a cima dos cotovelos e eleve os pés. Para equilibrar procure olhar para frente. Permaneça por 5 a 10 respirações. Esse ásana fortalece os punhos, costas e ombros. Melhora o equilíbrio e desenvolve coragem.
 
USHTRÁSANA:
Sente sobre os dois calcanhares, afaste os joelhos, segure no seu pé e eleve a pélvis. Mantenha glúteos e abdômen contraídos. Tombe a cabeça para trás e permaneça por 1minuto. Essa posição alonga as coxas, fortalece a lombar, alonga os ombros, expande o tórax e desperta a energia vital. É extremamente revigorante.
 
ADHO MUKHA SVANASANA:
Coloque-se na posição de prancha e tracione as costas para cima até sentir seus quadris elevados, tracione os calcanhares para baixo tentando aproximar do solo e baixe a cabeça entre os braços. Permaneça por 1 minuto. Essa posição alonga panturrilhas, ajuda no encaixe de quadril e lombar, elimina dores nas costas, prepara o corpo para contração muscular, traciona os braços fortalecendo punhos, cotovelos e ombros. Elimina tensões nos ombros e ajuda a expansão respiratória.
 
 
ADHO MUKHA SVANASANA:
Coloque-se na posição de prancha e tracione as costas para cima até sentir seus quadris elevados, tracione os calcanhares para baixo tentando aproximar do solo e baixe a cabeça entre os braços. Permaneça por 1 minuto. Essa posição alonga panturrilhas, ajuda no encaixe de quadril e lombar, elimina dores nas costas, prepara o corpo para contração muscular, traciona os braços fortalecendo punhos, cotovelos e ombros. Elimina tensões nos ombros e ajuda a expansão respiratória.
 
Independentemente do tempo que irá permanecer em cada posição, mantenha sua respiração profunda, consciente e constante. Faça sua prática de olhos fechados, desenvolvendo a percepção interna, observando os efeitos e sensações em cada posição.
 
 
Uma boa prática!
 
 
*Claudia Faria
 
Formada pela primeira Universidade de Yoga do Brasil, Belas Artes e Fainc, também é graduada em Medicina Veterinária. Idealizadora do Yôga Adventure, ela já escalou em quase todos os estados do Brasil, Espanha, França e Estados Unidos. Marcou a história da escalada no Brasil sendo a primeira mulher do país a abrir um Big Wall em 2011. Tem publicações de artigos sobre a prática do Yoga aplicada à escalada nos principais sites de escalada do Brasil. É professora de Yoga da maior academia de escalada da América Latina, a Casa de Pedra, do espaço Yôga Adventure, coworkings, escolas de programação, além de alunos particulares e condomínios. 
 



Publicidade:


Publicidade

Publicidade