Parque Nacional do Caparaó II - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras

Parque Nacional do Caparaó II


Aventura de:

Penúltimo dia de trilha e todos estavam muito animados em conhecer uma montanha do Parque que poucos montanhistas visitam. A Pedra Roxa é a montanha que fica à esquerda de quem está subindo o Pico da Bandeira. O dia estava um pouco nublado e hora o sol dava as caras, hora a neblina baixava e cobria tudo. Pé na bota e vambora!

Veja a primeira parte

O início da trilha é o mesmo que leva ao Pico da Bandeira. E dessa vez começamos a caminhar com o dia claro, com um visual bem diferente do primeiro dia. O Pico da Bandeira também estava um pouco encoberto de neblina, mas durante a caminhada podíamos visualizá-lo algumas vezes, sempre a nossa direita.

Como no primeiro dia de trilha nos enfiamos numa "roubada" por causa do tracklog que tínhamos disponível no GPS, nesse dia resolvemos seguir nosso bom senso de direção e mesmo com a neblina fizemos a navegação da trilha toda visualmente e por bússola. Mas isso o Mario Nery vai contar mais no blog dele: http://trekking.marionery.com

A caminhada foi de 3h30min e o ataque do cume foi uma curtição só (e uma canseira também, rs!). Subindo por pedras e vegetação rasteira a parte final é bastante íngreme. O visual de lá é incrível e vemos o Pico da Bandeira de um outro ângulo, com seus imensos paredões de um lado e o vale do outro.

Fizemos um lanche lá no topo, as devidas fotos e registros e não demoramos muito a começar a descida, pois a neblina estava baixando rápido.

Nos últimos 20 minutos de trilha pegamos uma chuva fina, que nos obrigou a vestir os anoraques, porém fomos presenteado com uma visão incrível de um arco-íris que se formou bem ao nosso lado. O mais lindo que já vi na minha vida!!!! Podíamos ver onde ele começava e terminava (e infelizmente não achamos o pote de ouro, rs)... Corremos pra tirar uma foto bem embaixo dele e 2h30min depois da saída do cume da Pedra Roxa estávamos de volta ao Abrigo.

O banho foi quenteeeeee, rs! Graças aos botijões de gás extras que levamos (justamente para esse fim). Banho quente de canequinha, rango e bora se enfiar no saco de dormir, pq no dia seguinte o despertador tocaria às 3h da madruga, para o dia mais longo de trilhas!

Dia 16jul - sexta-feira:

Acordamos às 3h da manhã, como combinado. A trilha do dia seriam 3 montanhas também pouquíssimo frequentadas no Parque... Morro Cruz do Negro, Pico do Tesourinho e Pico do Tesouro. O primeiro fica a apenas 1h de trilha do Terreirão, já os outros dois fazem parte da trilha mais longa do parque. Aproximadamente 12h de ida e volta.

Jeff saiu pra ver como estava o tempo e voltou pro Abrigo dizendo que estava um pouco nublado... acho que todo mundo já estava cansado, pq foi só ouvir isso e foi um tal de "melhor nem ir", "fica pra próxima", etc etc etc, rs! Eu mesma só ia pq a maioria ia, pq se fosse pra escolher preferia ficar por lá nesse dia. E acredito que era o que todos queriam, pq desistimos bem rápido quando ouvimos a palavra "nublado", hahaha!

Voltamos pros sacos de dormir e só saímos de lá por volta das 7h da manhã. Tomamos um suuuuper café da manhã, daqueles dignos de padoca da esquina e fizemos um ataque de mais ou menos 30min ao Morro da Jumenta, onde o Renan tinha ido na quarta-feira. Pudemos comprovar o visual incrível que se tem de lá de cima... Uma visão 360º de montanhas!

Voltamos pro Abrigo e pra nossa surpresa, um grupo de Curitiba que estava indo embora, e queria descer com menos peso, nos presenteou com várias comidinhas gostosas, como macarrão, molho de tomate, leite condensado, leite em pó, etc. Foi só ver isso que corri pra arrumar os 4 fogareiros que tínhamos disponíveis e logo saiu um super almoço, macarrão com molho de tomate e queijo parmesão. Fizemos também frango desfiado e carne moída liofilizada pra acompanhar. E ainda teve gente que foi de atum no macarrão! Tudo uma delícia! Realmente tiramos esse dia de folga, pra lagartear no sol depois do almoço, bater papo, fotografar e pq não, comer mais um pouquinho, rs!

Dia 17jul - sábado:

Dia de arrumar as tralhas, dar um tapa no Abrigo e descer pra Tronqueira, onde combinamos com o táxi, que nos levaria de volta pra Manhumirim.

Dessa vez dispensamos a mula, tanto pq pra baixo todo santo ajuda, rs! E logo estávamos na Tronqueira, com nossas casas nas costas. Tomamos um banho lá mesmo (aquele já famoso banho quente de canequinha) e logo o táxi chegou. Nos deixou num restaurante bem gostoso em Manhumirim. De lá seguimos a pé para a rodoviária, saímos pra dar uma volta na cidade, onde os meninos encararam uma cervejinha, pra comemorar o sucesso da trip!!!

Para uma próxima viagem ficaram as seguintes trilhas:

- Pico da Bandeira, Calçado e Cristal - com a volta por um caminho sem tanto perrengue. O mais lógico seria descer o Cristal pela sua crista ao lado da que se subiu e cortar o vale até o Terreirão.
- Morro Cruz do Negro, Pico do Tesourinho, Pico do Tesouro
- Travessia de Portarias do Parque. Com duas opções, que a amiga Valéria Sanches sugeriu. A primeira seria ficar numa pousada em Alto do Caparaó (Sugestão aprovada por vários amigos que já foram lá: Pousada Serra Azul - D. Alani - Fone: (32) 3747-2674 - http://www.pousadaserraazul.com.br ), contratar um jeep para nos levar até o Camping Macieira (do lado capixaba) para acampar. No dia seguinte, caminhar passando pela base do Pico do Cristal (subindo no topo sem a mochila cargueira), Pico do Calçado e depois o Pico da Bandeira, descendo até o Terreirão pra um pernoite. Descer no outro dia até a Tronqueira, onde o jeep pode estar combinado para nos buscar. A segunda opção seria pernoitar na pousada e sair de lá o mais cedo possível, com mochila de ataque, de jeep até o Camping Macieira. Fazer a travessia num folego só e encontrar com o jeep na Tronqueira (do lado mineiro). Me agrada bastante essa segunda opção, mas isso é papo pra uma ooooutra viagem!

Fotos: Renan Cavichi e Mario Nery.

Gastos da viagem:
R$ 114,00 - Passagem de Taubaté para Manhumirim
R$ 114,00 - Passagem de Manhumirim para Taubaté
R$ 32,50 - Táxi de Manhumirim até o Parque (ida e volta)
R$ 10,00 - Entrada no Parque
R$ 10,00 - Por noite no abrigo / por pessoa
R$ 12,50 - Mula / por pessoa (R$ 100,00 o valor p/ 2 mulas)

Contatos:
Táxi Nêgo
Disk Taxi (33) 9962-9903
Ponto da Rodoviária (33) 3341-1481
Residência (33) 3341-3111
Restaurante em Manhumirim - Lanchonete e Rotisseria Bom Comer
Av. Teófilo Tostes, 297 - Centro
Tels: (33) 3341-2233 / (33) 8416-8445



Publicidade:


Publicidade

Publicidade