Dias de verão - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Conquistando novas vias

Dias de verão


Aventura de:

Depois de um jejum sem escrever, venho relatar umas climb que estão rolando nesses dias quentes!

Desde o início de Janeiro, após os longos flats de verão, praticamente o mês todos sem ondas, o jeito era escalar mesmo no calor, começei a investir junto do grande parceiro e experiente (mas quem tem baita medo de raios e trovões hehe...) escalador de Gravatal Jeferson Calvette, num bonito setor de escalada esportiva localizado na Praia da Vila, nos costões. Com caminhada rápida e fácil, o Jeferson me convidou pra conhecer, e logo topei, e assim ficamos o mês todo e parece que ainda vamos passar o verão todo trabalhando lá, pois o lugar é excepcional!!!

Setor Bruxinha.

No primeiro sábado, fomos num bloco que o Jeferson achou e chamou de Bruxinha, pois de longe caracteriza um rosto de bruxa, e o bloco deve ter uns 9M. Abrimos uma via grampeada que ficou muito bonita, toda em agarras boas levemente negativa, Via Homem Múmia VIIb. Equipamos a via pra render o negócio, e se chega ao topo do bloco pela via Bruxinha V em móvel, aberta pelo Calvette junto do Luiz.

No segundo sábado, depois de uns bons malhos, saiu a cadena do Homem Múmia, e demos mais um gás e na parceria do Calvette abri mais uma via, Homem Aranha e a Gota VI+ (hehe...eu sei é estranho, mas merece esse nome em homenagem ao nosso amigo Elton Fagundes. Explico para os mais chegados depois!!!) O setor da Bruxinha é muito bom mesmo, pois tem sombra praticamente o dia todo e a brisa do mar garante o refresco necessário para os dias quentes de verão. Só tomar um pouco de cuidado com as aranhas Caranguejeiras, num só dia vimos três, e das grandes, o Elton que o diga!!! Nesse dia, antes de chegar ao setor da bruxinha, enquanto esperava o Calvette e o Fagundes chegar, achei outro setor, esse um pouco mais especial, a qual relato abaixo.

Setor Fonte de Águas Vivas.

Fomos para o terceiro sábado consecutivo, mas dessa vez para um setor magnífico! Imagine, tem uma fonte de água dentro de uma caverna com sombra o dia todo, vias e boulders à vontade, e pra se refrescar depois do suador, uma jacuzi!!! Que mais o que??? Num só dia abrimos três vias, a primeira foi Águas Vivas VIIa em móvel e com um pino para rapel ou fazer top Rop. Depois em top aproveitando o pino batido, malhamos mais uma linha, Via Par ou Ímpar VI+ e no final de tarde ainda abrimos eu e Calvette mais uma em móvel Via Verdade e a Vida V. Sem contar mais uns três boulders que também malhamos na parte da manha... esse é o lindo setor Fonte de Àguas Vivas!!!
 


Setor Farol

Depois de pular um sábado por causa da chuva, fomos novamente, e dessa vez resolvemos dar mais uma caminhada, e adivinha, achamos mais um setor. Nesse dia não rendeu tanto, devido à longa caminhada que demos até o fim do costão, e achamos mais umas possibilidades, mas conseguimos abrir mais duas vias, Via Raios Múltiplos V+ toda em móvel e a via Armageddon VIIc em top Rop em móvel. A via Armageddon tem uma estética muito bonita, sendo que você escalada encima da água, por isso tem que caprichar no top Rop em móvel, pois se der zebra vai cair na água e num lugar meio complicado! Também deixamos mais um boulderzinho aberto, localizado na trilha, boulder Mutley VIIa. Todos os três setores possibilitam muitas outras vias ainda, e o nosso trabalho vai continuar, e quem quiser aproveitar dias de verão com boa climb é só da um tok!!!

Voltando a Imbituba

Mais uma vez, na parceria de meu incansável amigo Geferson Calvette, voltamos a Imbituba, mas desta vez em outro setor, localizado na Praia do Porto. Esse setor, o Calvette descobriu também fazendo uma caminhada e pela localização acho difícil, mas não impossível alguém já ter escalado ali, pois ao escalar tem muitas rochas soltas, e se alguém já escalou por ali deve fazer muito tempo, nunca ouvi falar nada, e se alguém souber de alguma coisa nos comunique. Em minha opinião, é a parte de costão mais bonita e de maior qualidade desde o Farol de Santa Marta. Não desmereço nenhum setor daqui de Laguna, claro, pois Praia da Galheta (que é um absurdo de coisas que tem para abrir la), Ipoã (outro absurdo), Tereza (mais outro absurdo), Gravata (Lindo!) e Laguna (é palhaçada!), realmente são excelentes points, mas a qualidade da rocha encontrada neste setor, não tinha visto ainda nestes citados acima, uma combinação de basalto misturado com granito, granitos de varias colorações e abrasividades diferentes e mais uns 10 tipos diferentes de rochas que nem sei o nome. Paredes que vão a uns 20 metros de altura, muitas fendas, mas muitas fendas mesmo, em um setor muito extenso, grande, e de contínua largura. Uma quantidade absurda de blocos espalhados ao logo da extensão, possibilitando bolders muito futurísticos, fora de nossos limites no momento. Eu escalei um lugar em Floripa, Praia do Saquinho, que lembra muito os blocos encontrados aqui. Outro fator que deixa o lugar na classificação de melhor, para mim, é a caminhada, em 10 minutos você já começa a desfrutar e em 30 minutos no máximo você percorre todo ele. Chegando a Praia do Porto, vá ao costão norte, é bem fácil de achar, vá caminhando e logo vai ver muitas rochas!
 


Em nosso trabalho de dois dias, abrimos sete vias em móvel e mais três boulders, sendo um projeto. No primeiro dia Calvette na parceria do Bruno de Garopaba, abriu a Dobras e Fraturas, um V+ em móvel muito bonito, primeira via aberta do setor. Depois foi a minha vez de provar outra fenda com alguns blocos soltos que acabou valendo uma vaca legal que o nut a prova de bomba agüentou o tranco, glória a DEUS! E saiu a Via Patagórica V+ e na seqüência na parceria do Geferson abrimos a via que com certeza vai ser também clássica do setor, Patagônica VI+. Depois fomos malhar uns boulders e acabou saindo umas coisinhas legais, mas que não tem nome ainda. Vou só fazer um adendo sobre os boulders, quando um dia, se vier uns caras monstros de V14 aqui pra região, já sei onde levá-los!

No segundo dia, eu e Calvette começamos a malhar um top em móvel, pois a via é uma fenda em negativo forte, dentro de uma caverna, com um grande bloco muito próximo, que ao cair se não ficar ligado bate com as costas. Depois de malhar em top demos uma equipada e tentamos em livre, mas a pressão é grande hehe...Via Alho Queimado VIIc/VIIIa. Guiando sacando as peças, olha, tem que ta bem forte mesmo. Depois disso abrimos mais três vias, Paraíso V+ Metamorfose V+ Party e Party VI.

Agradeço a DEUS por mais esse lugar aqui perto da minha casa, e espero escalar com outros escaladores por aqui, como sempre já fica o convite, TOCA TOCA galera!

Forte abraço!

Nando.




Publicidade:


Publicidade

Publicidade