Uma romena de 14 anos quebra recorde no Aconcágua - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Andinismo

Uma romena de 14 anos quebra recorde no Aconcágua

A jovem superou as marcas mundiais ao subir por um dos setores mais difíceis para os montanhistas: o Glaciar de los Polacos. Também escalou o vulcão Ojos del Salado.

Fonte: Diario Los Andes

Com somente 14 anos, a romena Crina Coco Popescu se tornou a primeira andinista de tão pouca idade a escalar o Aconcagua pelo Glaciar de los Polacos, uma das rotas mais críticas para a ascensão dos montanhistas.

Embora essa não tenha sido a única façanha que tenha relizado a montanhista. Alguns dias antes de pisar o cume do Colosso da América, a jovem estabeleceu outro recorde ao fazer cume no vulcão mais alto de todos os continentes, o Ojos del Salado (de quase 7 mil metros de altitude), no limite entre a Argentina e o Chile.

A boa notícia se somou à ousadia que realizaram quatro militares colombianos no dia 22 de janeiro. Nesse dia, os homens conquistaram o cume do Aconcagua apesar de que cada um tenha perdido uma de suas pernas em meio aos conflitos armados que enfrenta seu país. Entretanto, a ascensão de Popescu também aparece no meio de uma temporada carregada de resgates, evacuações e várias vítimas no decorrer do ano.

Não existia nada que impedisse a menina de alcançar um dos objetivos que tinha em mente desde que começou a praticar o montanhissmo, aos 10 anos de idade acompanhada de seu pai, quem agora é seu treinador pessoal.

Por isso, para ela o montanhismo há tempo deixou de ser um esporte para transformar-se em um verdadeiro estilo de vida. “Na montanha quando se encontra ao lado de um amigo é que se sente”, disse Popescu em um dos sites internacionais que relataram sua proeza.

Em seu histórico figuram várias ascensões a reconhecidas montanhas do Irã, Europa e Ásia. Assim, depois destas experiências, seu olhar se voltou para as terras sulamericanas. Popescu chegou aos pés do Ojos del Salado no final de dezembro do ano passado junto com seu grupo de expedição, o clube “Montan Altitudine”, da cidade de Rasnov na Romênia.

Popescu alcançou o pico do vulcão mais alto do mundo em 28 de dezembro, às 15h30, em 12 horas e totalmente sozinha, depois de que sua equipe decidiu abandonar a ascensão pouco antes de chegar ao cume. Desta maneira, a andinista se tornou a montanhista mais jovem a escalar este tipo de formações.

Além disso, a experiência serviu para Popescu se aclimatar antes de ter contato com o Aconcagua. Ali, a expedição chegou em 3 de janeiro e poucos dias depois a jovem alcançou o topo do Colosso da América (6.962 metros sobre o nível do mar) ingressando por um dos setores mais complicados que existem no lugar, o Glaciar de los Polacos.

Com essa nova travessia, a jovem também bateu o recorde mundial. Anteriormente, alguns menores de idade já haviam deixado suas marcas no cume do cerro, todos eles realizaram suas expedições atravessando as rotas normais que oferece o Sentinela de Pedra.

O último caso foi o do pequeno norte americano de 10 anos, Matthew Moniz, que superou outro garoto de 11 anos que subiu o Aconcagua em janeiro de 2008. Moniz fez cume em uma jornada marcada por bom tempo, junto com seu pai (Mike) e um amigo deste, em 16 de dezembro do ano passado.

Fonte: Diario Los Andes

Publicidade:


Publicidade

Publicidade