O começo do futuro da escalada - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Eliminatórias da Seletiva 2009

O começo do futuro da escalada

Aconteceu hoje no ginásio Via Aventura em Curitiba - PR, as eliminatórias da primeira seletiva brasileira juvenil e escalada esportiva. Veja como foi e qual é a espectativa para as finais amanhã.

Fonte:

Por Pedro Hauck

O começo do futuro da escalada começou hoje em Curitiba com a realização da seletiva que visa formar a primeira seleção brasileira de escalada esportiva para competir em um mundial.

Quem recebeu o campeonato foi o ginásio Via Aventura, sob organização da Associação da Escalada Esportiva do Paraná (AEEP), que pode se orgulhar de ter recebido um campeonato de fato brasileiro, pois há tempos não se via reunidos atletas vindos de tantos lugares, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e os locais paranaenses.

O campeonato reuniu pessoas já conhecidas no meio da escalada, como o consagrado Felipe "Pikuira" Camargo, o brasileiro que conseguiu a melhor colocação em um ranking mundial competindo em diversas etapas da Copa do Mundo de 2008, Caio Lopes, que já disputou um mundial juvenil, Ana Paula Veloso que compete entre as másteres no campeonato brasileiro.

Também reuniu outras pessoas de talento que começam a se destacar entre os melhores, como os catarinenses de Campo Alegre, Jonas, Andreas, Jürgen, os paranaenses André Braga, Luan, os paulistas Pedro Alves e Ana Shaw e o carioca Pedro Gomes da "família buscapedra", além de diversos novos rostos que disputam pela primeira vez um campeonato e que mostram grande talento.

Destes novos rostos destacam-se as meninas. No juvenil B, a única que compete com Ana Paula Veloso mostra que não será tão fácil à paulista manter o favoritismo. A pequena Mariana Gomes Aguiar, de Belo Horizonte, que escala há apenas alguns meses, mostrou muita concentração e determinação, fechando todas as vias e fazendo espetáculo no final da primeira, quando sem conseguir alcançar a última costura, teve que balançá-la para conseguir clipar e fechar sem queda a via.

Outra mineira que está escalando muito bem é Maria de Campos Menezes, do Juvenil A, que treina na Rokaz. Ela passou na frente de outras meninas que também escalaram muito bem, como a Jennifer de Curitiba, Marina do Rio Grande do Sul e a Camila, irmã da Ana Shaw de São José do Rio Preto.

O Juvenil A masculino é a categoria com maior número de inscritos e também a categoria mais equilibrada, onde somente três atletas não fecharam uma das duas vias classificatórias. Será certamente uma categoria que irá exigir uma super final, já que os atletas estão escalando um nível muito alto.

No Juvenil B dos guris há também um grande equilíbrio, pois houve poucas quedas, será outra categoria muito esperada para amanhã.

A categoria Júnior, entre atletas de 17 e 18 anos é sempre a mais esperada entre os juvenis, pois sempre concentra os atletas com mais experiência em competição e neste caso não foi diferente. Nesta categoria os presentes puderam ver o Felipinho passear nas vias, entretanto seu companheiro rio pretense Pedro Alves mostrou muita tranquilidade para fechar as vias e que está disposto a brigar por uma vaga na seleção. Participa desta categoria outro escalador catarinense que já vem competindo forte, Victor Greipel, que ficou em quinto lugar na 3. etapa do brasileiro do ano passado.

No feminino a briga ficou entre Rio e São Paulo, quem está se dando melhor é Ana Shaw de São José do Rio Preto, entretanto as cariocas Luana e Thaís mostraram que tem qualidade, aliás, finalmente depois de anos de ausência, uma carioca participa de uma competição brasileira de escalada, parabéns Patricia Mattos pelo trabalho em Niterói!

As eliminatórias seguiram o padrão da IFSC, onde os atletas não ficam nesta etapa do campeonato isolados, o que foi muito positivo para que os atletas se conhecessem e pudessesm trocar experiências. As vias em Flash também ajudaram os mais jovens e menos experientes, entretanto amanhã, nas finais, a coisa muda e a via volta a ser escalada à vista e os atletas retornam ao isolamento.

Como não houve grandes disparidades entre os atletas e muitos fecharam as duas via classificatórias, todos se classificaram para as finais. Entretanto os route setters prometem que amanhã as cadenas não virão com facilidade e aí quem fechou as duas vias de hoje passa a ter uma vantagem sobre os demais.

Amanhã será um grande dia na escalada brasileira e estaremos lá para ver quem serão os primeiros a fazer parte de uma seleção brasileira de escalada. Até lá!

Veja mais fotos abaixo...






























Publicidade:


Publicidade

Publicidade