Muro de escalada gratuito será fechado por falta de praticantes em SP - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Ajudem quem puder

Muro de escalada gratuito será fechado por falta de praticantes em SP

O muro de escalada do SESC Ipiranga em São Paulo, comunicou no último dia 31 de Janeiro que fechará seu muro de escalada pois não há praticantes que justifique a manutenção daquele espaço gratuíto.

Fonte:

A parede de escalada do SESC Ipiranga começou a funcionar em meados de 1994, foi muito freqüentada por grandes escaladores e também funcionava como recreação infantil.

Em 1995 a parede recebeu o importantíssimo torneio “FRANÇOIS LEGRAND”, torneio este que levava o nome do convidado especial François Legrand que na época era tri-campeão mundial e que deu um workshop sobre escalada e ainda escalou com os olhos vedados, ele falou super bem do estilo brasileiro de escalada e ainda sugeriu que os “Brazucas” utilizassem menos força e mais equilíbrio.

Em 2007 o SESC Ipiranga recebeu a Final do Ranking Paulista – III SP Open de Boulder, pagando R$ 3.000,00 em prêmios, o que atraiu mais de 80 escaladores inscritos.

Além de todo esse histórico, a parede já foi locada em 2004, depois o SESC abriu com monitor no ano 2005, e fechou. Depois de muitas conversas, a parede voltou a abrir sem monitor mas tinha um termo de responsabilidade onde o escalador precisava da carteirinha, equipamento (já que o SESC não disponibilizaria o equipamento que eles possuem), um parceiro e um termo de responsabilidade que o escalador assinava toda vez que fosse escalar. Segundo uma funcionaria do local, haviam usuários desrespeitando estas normas.

Para a parede continuar aberta, é preciso haver o interesse dos escaladores, mas antes é preciso fazer uma manutenção, pois muitas agarras sumiram ou quebraram. É muito importante a ampliação de adeptos à escalada e a realização da atividade recreativa no SESC Ipiranga, para tal é necessário monitores capacitados voluntários.

De acordo com o escalador Weberson Martins, quanto mais pessoas manifestarem o interesse mais fácil será para que consigam manter o muro aberto. "Não adianta só manisfestar e a parede continuar sendo pouca utilizada. Pois é para quem mora por aqui, não tem onde escalar ou reclama de não ter, tem uma parede de graça, que dá pra treinar, vamos ver se mais alguém se manifesta em prol dessa questão." Disse no fórum Escalada Brasil.

Interessados em escalar no SESC Ipiranga e voluntários a monitor que querem ajudar no problem, entrem em contato:

Weberson Martins
weberson_martins@hotmail.com

Publicidade:


Publicidade

Publicidade