Que tal descer o K2 com esquis?? - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Loucura ou aventura?

Que tal descer o K2 com esquis??

Fredrik Ericsson, alpinista e esquiador extremo, segue com seu projeto de descer com esquis as três montanhas mais altas do mundo. Apesar de no ano passado não ter conseguido chegar ao topo do Kangchenjunga, o sueco parte para o K2 em junho e reserva a temporada de outono para tentar novamente aquela montanha.

Fonte:

Complicado? O alpinista já esquiou na descida do Gasherbrum II, do Shisha Pangma, do Dhaulagiri e, na última temporada, esquiou desde os 7 mil metros do Kangchengjunga.

Agora os planos são no K2, onde estará acompanhado do italiano Michele Fait. E se conseguir, será o primeiro ser humano a fazer algo assim.

"Já desci três das 14 montanhas com mais de oito mil metros esquiando. Durante estas expedições, adquiri uma grande experiência, que me permiti confrontar meu objetivo de descer as 3 maiores esquiando." Afirmou o escalador.

Ericsson deve levar dois anos para completar seu projeto, e está agendado inicialmente o K2 para junho de 2009, depois o Kangchenjunga para o outono (no Himalaia) de 2009 e finalmente o Everest, no Outono de 2.010.

No currículo de Ericsson ainda constam a descida do Pico Domoni, de 7.495 metros, no Tajikstão e o Laia Peak, no Paquistão.

Ericsson ainda é conhecido no meio montanhístico pelas técnicas e equipamentos que utiliza para escalar. Para início de conversa, ele utiliza botas de esqui para escalar, o que é pouco recomendável, tanto por problemas térmicos como técnicos, já que este tipo de bota possui uma inclinação para frente, excelente para a prática do esqui, mas péssimo para caminhar.

Além disso, Ericsson não utiliza Sherpas de altura, nem oxigênio. Quando muito, se utiliza das cordas fixadas pelas outras expedições. Mas em sua última tentativa no Himalaia, no Kangchenjunga, estava ele e um companheiro apenas, e não havia cordas fixas...

A dupla tentará escalar o K2 pela sua aresta sudoeste, e do topo tentara a descida, de aproximadamente 3.600 metros de desnível, numa parede com inclinações de até 50º!

Segundo o alpinista, a descida levará em torno de 5 horas.

Com informações de Barrabes.com

Publicidade:


Publicidade

Publicidade