Atrações em Nova Friburgo - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Três Picos

Atrações em Nova Friburgo

O Parque Estadual dos Três Picos, o maior do estado com quase 47 mil hectares, tem na cidade o Pico Maior de Friburgo, ponto culminante de toda a Serra do Mar, a 2.310 metros de altitude.

Fonte:

Estará acontecendo até 30 de junho, a segunda edição do “Cabras da Serra”, onde estarão espalhadas 50 esculturas de animais feitas por artistas plásticos em 27 pontos da cidade e dos distritos de São Pedro da Serra, Mury e Lumiar.

O evento é acompanhado de um festival gastronômico temático, em que a principal estrela é uma tábua de queijos gran caprino, servida em todos os restaurantes participantes.

No Botto’s, em Mury, o chef Roberto Botto criou um rondelle em versão mini recheado com queijo de cabra e servido com pesto de rúcula e molho ao sugo.

O Parque Estadual dos Três Picos, o maior do estado com quase 47 mil hectares, tem na cidade o Pico Maior de Friburgo, ponto culminante de toda a Serra do Mar, a 2.310 metros de altitude.

A unidade de conservação é um local ideal para o ecoturismo, com caminhadas e montanhismo.

A escalada dos picos que emprestam o nome ao parque, contudo, é recomendada apenas a quem já tem experiência no esporte. Mas, do Alto da Caledônia, tem-se uma vista panorâmica de Friburgo.

E a chegada pode ser feita de carro — de preferência um 4x4 — por uma estrada, num percurso de cerca de 45 minutos, partindo do bairro Cascatinha até uma guarita da Petrobras, onde é necessário apresentar documentos.

De lá até o pico são 634 degraus.
Se o trajeto for feito todo a pé, a partir da Cascatinha, a caminhada dura umas quatro horas. Com sorte e tempo bom, você avista até a Baía de Guanabara.

Já o Parque Furnas do Catete, mais conhecido como do Cão Sentado, pela pedra homônima e autoexplicativa, é um ótimo programa para a família.

Com brinquedos para crianças, muro de escalada e arvorismo, a unidade de conservação tem um lago com carpas com um curioso sistema de pesque e devolva, baseado na filosofia de que de lá nada se tira, a não ser fotos.

Há também grutas e cavernas por onde se pode caminhar e avistar animais como gatos-do-mato e micos. A trilha até o Mirante do Cão Sentado, de onde se vê a pedra de mais de cem metros de altura, tem extensão de um quilômetro, trecho no qual o visitante demora cerca de 40 minutos para passar por 12 pontes e escadas rústicas.

Uma das histórias interessantes que o parque guarda é a de quando o Cão quase perdeu a cabeça em 1993. Uma raiz na altura do pescoço estava crescendo e forçando a extremidade da formação rochosa.

Com a ajuda de alpinistas e de um composto químico, o problema foi resolvido, impedindo que a cabeça rolasse. Entre cães, gatos-do mato e micos, a unidade de conservação da Mata Atlântica reserva gratas surpresas aos visitantes.

Com informações de O Globo Digital

Publicidade:


Publicidade

Publicidade