Everest: Brasileiro desiste do ataque em dia de muitos cumes e de uma morte - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Na maior do mundo!

Everest: Brasileiro desiste do ataque em dia de muitos cumes e de uma morte

O dia 18 de maio foi marcado por muitos cumes no Everest. Segundo as informações, o brasileiro Carlos Morey acabou desistindo do ataque ao cume. Um chinês morreu durante a descida.

Fonte:

Cerca de 100 alpinistas tentaram o ataque ao topo do Everest na virada do dia 18 para o dia 19 de maio, incluindo o alpinista brasileiro Carlos Morey, que busca a conquista dos sete cumes.

Apesar das informações ainda estarem desencontradas e não totalmente confirmadas, boa parte dos alpinistas conseguiu chegar ao topo da maior montanha do mundo. Segundo os dados não oficiais, aproximadamente 80 pessoas pisaram no cume da maior montanha do mundo.

Conforme informações do site “O Meu Everest”, o alpinista Carlos Morey teve problemas com suas lentes de contato e decidiu abortar sua tentativa e desceu ao colo sul. Ainda não se sabe se ele terá a oportunidade de tentar o cume mais uma vez nesta expedição, existindo a possibilidade desta tentativa para hoje.

Morte do outro lado da montanha

Um montanhista chinês morreu quando descia do cume, pela face tibetana, informou hoje a agência oficial "Xinhua".

O montanhista Wu Wenhong, de 40 anos, morreu por volta das 4h locais de hoje, quando ele e seu grupo se encontravam a 8.750 metros de altura.

Quando o acampamento base perdeu contato com Wu, tentou realizar uma operação de resgate por helicóptero, mas o mesmo só conseguiu chegar a 6.500 metros de altura. Outros 11 montanhistas que faziam parte do grupo foram resgatados após o incidente e se encontram bem, acrescentou a "Xinhua".

Mais tentativas hoje

Durante a madrugada de hoje, novamente várias equipes estarão tentando o cume do Everest. Assim como no dia de ontem, esse excesso de tentativas no mesmo dia acaba gerando problemas “nada comuns” para o montanhismo: O engarrafamento de pessoas , nos trechos mais expostos, em espacial no Escalão Hillary.

Alguns alpinistas relataram em seus blogs que, durante o ataque ao cume no ano passado, tiveram de aguardar mais de uma hora para continuar sua subida ao topo.

O problema é que esta uma hora representa uma hora a mais para chegar ao topo, uma hora a mais em grande altitude e uma hora a mais para descer, o que acaba causando grandes problemas aos escaladores, assim como aumentando os riscos de acidentes.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade