Bariloche: Caminho que leva ao Tronador foi destruído - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Enchente avassaladora

Bariloche: Caminho que leva ao Tronador foi destruído

O caminho que leva ao Cerro Tronador, na região de Bariloche, na Argentina, foi parcialmente destruído após uma grande tempestade ocorrida na região, no final do mês de maio. Autoridades já confirmaram a reconstrução.

Fonte: Rio Negro on Line

Foi algo realmente impressionante o que aconteceu na região do Cerro Tronador, montanha mais alta do Parque Nacional Nahuel Huapi, na Argentina. Durante uma grande tempestade, no final do mês de maio, um lago rompeu, desaparecendo, e levando consigo parte do caminho que levava ao Cerro Tronador, além de deixar a região ilhada e forçar uma evacuação da zona atingida.

O caminho de acesso está intransitável em três pontos. O maior dano ocorreu na ponte que atravessa o Rio Manso, que foi destruída completamente.

O geólogo e guia de montanha Nicolás de la Cruz, que conhece muito bem a região, afirmou que as imagens do ocorrido são realmente impactantes, mas o fenômeno não é assim tão inédito em terras argentinas. Ele lembrou que em 1960 um glaciar do Cerro Plomo, na região de Mendoza, bloqueou a passagem do rio Mendoza, e acabou formando um grande lago. O lago crescia a cada ano até que, quando não mais conseguiu absorver toda a pressão d´água, rompeu, inundando todo o vale e causando muitos danos ambientais.

De la Cruz explicou que assim como o ocorrido em Mendoza no século passado, o mesmo aconteceu agora em Bariloche. O lago Ventisqueiro acabou se formando devido ao aquecimento global. Ele sustenta que parte do rio Manso foi interrompida por grandes blocos de gelo, o que acabou aumentando o nível do lago Ventisqueiro. Esse fenômeno já era visto anualmente, em todos os verões. Ocorre que nesse o volume de água foi realmente muito grande, já devido às chuvas que foram muito mais fortes agora.

Ele estimou que a ruptura do lago se formou num ponto em que o mesmo possui cerca de 20 metros de desnível, e que por ali, escorreram milhões de litros d´água acumuladas junto ao glaciar. A enchente acabou arrastando tudo que encontrava pelo caminho, desde árvores, veículos e até a ponte!

O geólogo acredita que este fenômeno dificilmente ocorrerá novamente, mas crê que o lago Ventisqueiro volte a se formar em breve.

As autoridades de Bariloche já garantiram a reconstrução do caminho e da ponte, e acreditam que o turismo, já par ao inverno, não será afetado.

Fonte e fotos: Rio Negro on Line

Publicidade:


Publicidade

Publicidade