Boas e más notícias no Karakorum - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Sucessos e tragédias

Boas e más notícias no Karakorum

Além do portugês João Garcia, outras equipes fizeram cume no Nanga Parbat. Infelzimente há notícias de montanhistas mortos.

Fonte: site K2 Climb e blogs das expedições

As notícias começaram a chegar assim que as equipes retornaram aos acampamentos. O suíço Ueli Steck fez cume pela segunda vez no Gasherbrum 2 (8.035 m), numa preparação para a escalada do Makalu no próximo outono do hemisfério norte. Outros times seguem de olho na previsão do tempo, aguardando uma janela para realizarem o ataque ao cume. Já a equipe de Don Bowie se encontra a 7.000 m, esperando os ventos diminuírem para tentar o ataque ao Gasherbrum 3 (7.592 m).

Enquanto isso, no K2 (8.611 m) as equipes prosseguem com os trabalhos para estabelecer a rota até o Acampamento 2. Há relatos de que algumas equipes já passaram a noite no A2, e aguardam ansiosos para seguir montanha acima.

No Broad Peak (8.047 m), os escaladores da Field Touring Alpine já estabeleceram todos os acampamentos e concluíram o processo de aclimatação. Agora eles aguardam uma janela de três dias de bom tempo para partirem rumo ao topo.

O time liderado pelo austríaco Gerfried Göschl alcançou o cume do Nanga Parbat (8.126 m) por uma nova rota. Porém Wolfgang Köblinger, integrante de parte da expedição que seguiu pela tradicional rota Kinshoffer, não retornou ao acampamento após fazer cume. Uma nota publicada por representantes da equipe diz que detalhes sobre o ocorrido com Köblinger, bem como seu paradeiro, ainda não estão claros, mas sua morte já foi confirmada. Ainda segundo esta nota, os demais membros da expedição estão retornando ao acampamento base e estão bem, apesar de chocados. De acordo com o blog da expedição de Giuseppe Pompili, o austríaco teria caído a 50 metros do cume.

Infelizmente também foi confirmada a morte da alpinista coreana Go Mi-Sun, durante o retorno do cume. Miss Go, como era conhecida, escalou a montanha com ajuda de oxigênio suplementar, mas ainda não está bem claro o que aconteceu. Ela teria caído a cerca de 6.200 m e desaparecido. Segundo a imprensa coreana, seus restos já teriam sido localizados. O Nanga foi sua 11ª montanha com mais de 8.000 metros, sendo que nesta temporada já havia escalado nada menos que Makalu, Kangchenjunga e Dhaulagiri. Após o Nanga, Miss Go pretendia escalar os Gasherbrum 1 e 2, e culminar sua lista com o Annapurna.

Fonte: site K2 Climb e blogs das expedições

Publicidade:


Publicidade

Publicidade