Copa do Mundo na Áustria - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Agora é pensar no mundial juvenil...

Copa do Mundo na Áustria

Foi realizado neste ultimo final de semana a terceira etapa da Copa do Mundo de escalada esportiva em Imst, na Áustria.

Fonte: Blogs do Cesinha e do Felipe Camargo

Todos esperavam um belo desempenho brasileiro nesta que seria a ultima etapa da Copa do Mundo realizada por César Grosso e Felipe Camargo nessa viagem pela Europa, porém, não foi bem o que aconteceu.

Após terem feito um reconhecimento antes da competição no maior centro de treinamento da Europa em questões de escalada, a expectativa dos brasileiros estava muito alta quanto esta etapa.

Na ultima etapa, em Barcelona na Espanha, César Grosso e Felipe Camargo conseguiram resultados inéditos e surpreendentes, após um período de treinamento com Patxi Usobiaga, atual campeão mundial.

Vieram para a Áustria com um objetivo em mente: a superação.

Com muita polemica sobre as vias classificatórias serem em flash, Felipinho foi o segundo a entrar na primeira classificatória, deixando-o em desvantagem quanto a leitura da via em relação aos outros escaladores que viriam depois dele, pois já saberiam o que esperar com mais certeza quando a movimentação.

Não se pode culpar o novo modelo adotado pela IFSC pela falha do escalador em um movimento com os pés que trouxe sua queda, porém, é um assunto a ser discutido.

Na segunda via, trouxeram ainda a esperança com uma quase cadena de Felipe, porém, caiu na penúltima agarra, sem tocar a ultima agarra. Em níveis internacionais, isso fez a diferença, que, segundo ele, se tivesse tocado a ultima agarra, teria passado para as semi finais.

César Grosso também não foi muito bem nas duas vias, o deixando com a 38ª colocação no geral. Felipe Camargo ficou com a 36ª colocação.

Contudo, nenhuma foi a reclamação quanto as vias e quanto a organização do evento. Os famosos route setters Dani Andrada, e Charles Brascó fizeram um ótimo trabalho, de acordo com os escaladores, deixando as vias com um aspecto mais de escalada em rocha, o que diferenciou esta etapa das outras.

César Grosso já deve estar de volta ao Brasil, porém, a torcida se volta para Felipe Camargo, que mesmo sem o apoio do programa da “Seleção Juvenil de Escalada Esportiva Brasileira”, foi por conta própria para Valence, na França, para representar o Brasil.

Conversando com o escalador, ouvi muitas reclamações quanto a este apoio recusado pelo programa, apenas por este não poder participar dos treinos da seleção, por estar treinando com Patxi e Cesinha na Europa, e por não estar estudando, pois já terminou o ensino médio e optou por não fazer vestibular este ano para poder manter o foco em seu desenvolvimento pessoal na escalada.

Bancar do próprio bolso as inscrições da competição, o transporte, a hospedagem, a alimentação, e outras despesas não é fácil. Além disso, a idéia da seleção seria de ter a elite juvenil brasileira competindo no mundial, porém, estas negações burocráticas quase impediram o escalador brasileiro que mais vem se destacando em cenário mundial de representar o país nesta competição.

Apesar de tudo, a garra e a vontade do escalador de se superar o farão embarcar para Valence amanha. Esperamos um ótimo desempenho de Felipe e de toda a seleção na competição.

Toda a comunidade brasileira de escaladores está torcendo pelo sucesso deles.

André Braga

Fonte: Blogs do Cesinha e do Felipe Camargo

Publicidade:


Publicidade

Publicidade