Pedreira do Abrãao expõe os problemas de Florianópolis - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Depredação e abandono

Pedreira do Abrãao expõe os problemas de Florianópolis

Uma antiga pedreira abandonada virou o Parque de Aventuras, uma idéia inédita que transformou uma área degradada em uma área de lazer, um exemplo a ser seguido mundo afora. Nada disso foi suficiente para que as autoridades tivessem a sensibilidade de manter o zelo sobre a área. Abandonada novamente, ficou à mercê da depredação e do crime...

Fonte:

O Parque de Aventuras Maria Inês Tounier Rodrigues, surgiu de uma idéia renovadora, foi a primeira parque público destinado aos esportes ao ar livre, com ênfase à escalada esportiva, praticada nos paredões de granito da antiga pedreira que existia no local e que foi à muito tempo desativada.

 ,Na pedreira já haviam vias de escalada desde 1978, mas depois da criação do parque, o local se tornou um importante campo escola de Santa Catarina, com a criação de diversas novas vias. A prefeitura de Florianópolis investiu bastante, instalou iluminação e durante algum tempo as noites da pedreira foram muito freqüentadas pelos escaladores.

Com a nova gestão da prefeitura, o parque foi abandonado e os freqüentadores foram aos poucos sendo afastados pela falta de segurança, diversos escaladores já foram assaltados na pedreira. A iluminação foi totalmente depredada e a noite do Parque de Aventuras já não são mais de escaladas...

Indignados com esta situação, moradores do bairro do Abrãao e escaladores estão unidos pela revitalização do parque e lutam pela segurança. Foi proposto que a área do Parque fosse ocupada com uma academia do BOPE (divisão especial da Polícia). A idéia que parecia ser favorável à melhoria da segurança, gerou dúvidas se ao invés de possibilitar o uso da área pública, ela não iria restringir ainda mais o acesso. Por fim, o BOPE não vai mais para o Parque de Aventuras e a questão da segurança continua sem solução.

O Problema da violência na Pedreira do Abraão evidencia os problemas que Florianópolis vem enfrentando principalmente após os anos 90, onde a especulação imobiliária e o crescimento desordenado colocaram lado a lado famílias em condições sociais opostas, onde mansões fazem contraste com barracos das favelas que não param de crescer na capital catarinense.

Além dos problemas sociais, os escaladores catarinenses ainda precisam enfrentar a má vontade política que ocorre por um motivo muito normal no Brasil, o boicote aos (bons) projetos das administrações anteriores. Aliás a Prefeitura de Florianópolis anda em baixa com os escaladores, principalmente depois de 2008 quando numa atitude irracional destruiu o muro de escalada do viaduto da Trindade.

A Associação Catarinense de Escalada e Montanhismo (ACEM) encabeça o movimento SOS Parque de Aventuras. Para tanto, eles estão promovendo um abaixo assinado para que a Prefeitura volte a cuidar da Pedreira. Veja como ajudar através do site da ACEM.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade