Felipe Dallorto descobre psicoblocs em Jacarepaguá - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Pra quê corda?

Felipe Dallorto descobre psicoblocs em Jacarepaguá

Única no Rio de Janeiro, a falésia está entocada no Parque Estadual da Pedra Branca

Fonte:

O carioca Felipe Dallorto é um apaixonado em olhar pra cima. Ele não pode ver uma pedra que já descobre por onde subir. Recentemente, esteve em "seu parque", onde já conquistou muitas vias e vem fazendo um trabalho sério em Jacarepaguá. No outro dia, ele retornava de mais uma conquista no Morro Jair Lourenço e deparou com uma cena que chamou a sua atenção.
 ,
Tudo começou com uma brincadeira no lago, onde alguns meninos que residem no local estavam tentando subir nas pedras para pular. "Um deles tinha muita facilidade e subia descalço", descreve Felipe. "Vendo isso, tive a ideia de pegar a sapatilha e emprestá-la para o garoto que, de imediato, a colocou para encarar as paredes que cercam o lago".
 ,
Depois de várias tentativas do menino, Dallorto pegou a sapatilha e surgiu a primeira via. "É uma aresta em agarras bem vertical, batizada de "Peixe Doido", 5 grau 15 metros", explica o conquistador. A pedra é uma falésia e está localizada no Parque Estadual da Pedra Branca, mas precisamente no setor da Pedra Hime, que possui escaladas bem variadas.
 ,
O lugar é único no Rio de Janeiro. "Não se trata de uma montanha ou escalada que necessite de equipamentos de segurança", continua Felipe. A conquista é no estilo "Deep water soloing", mais conhecido como "Psicoblocs". "O escalador só usa sapatilhas e em caso de quedas, cai na água", comenta.
 ,
A descoberta foi motivo de alegria. "Essa modalidade de escalada só existe em Mallorca, na Espanha, e também na Tailândia e Vietnã. Recentemente foi descoberto outro local na França". Dias depois, Felipe Dallorto convidou dois amigos. "Chamei o Claudney Neves e Bernardo Monteiro para conquistar outras vias. Foi um prato cheio e conquistamos sete vias e vários projetos", comemora.
 ,
Além da modalidade exclusiva na região, a beleza naturais da pedra, do lago e da mata é exuberante. "O lugar é uma antiga pedreira que deve ter alcançado algum lençol freático". Para aqueles que visitarem o local, Felipe dá a dica: "A ética é não usar magnésio, não defecar na água e ao redor, respeitar os moradores, pedindo licença para entrar em sua residência, e ter acesso ao lago". Sem esquecer de trazer todo o lixo de volta.
 ,
Carreira - Felipe Dallorto Seabra e Araújo nasceu no dia 11 de outubro de 1981. Carioca da Gema, encontrou no mar sua aptidão para o esporte. E foi justamente pegando onda na Prainha, na zona oeste do Estado, que ele teve encontro com a escalada. "Em 99, vi um cara escalando nos blocos de rocha na Prainha, enquanto eu surfava. Fiquei muito curioso e ao sair do mar, comecei a interrogá-lo. Ele me recebeu muito bem e achei aquilo fantástico, um domínio de corpo e mente impressionante, qualidades que o surf também tem".
 ,
O interesse o levou a praticar. "Comecei sozinho fazendo boulder, que é escalada em pequenos blocos que não precisa de técnicas e segurança. Depois, encontrei um amigo que já escalava e ele me apresentou ao Sergio Tartari, grande escalador de renome nacional e internacional, que mora em Salinas, no Parque Estadual dos Três Picos. Foi lá que fiz o meu primeiro curso de escalada em grandes montanhas".
 ,
Hoje, Felipe Dallorto é federado pela FEMERJ (Federação de Esporte de Montanha do Estado do Rio de Janeiro) e tem em seu currículo outros importantes cursos. "Curso de guia e de proteção móvel, ambos homologados pela FEMERJ. Pela FAB (Força Aérea Brasileira), completei o curso de primeiros socorros e sobrevivência na selva, Treinamento de alto resgate ministrado pela AGUIPERJ (Associação de Guias, Instrutores e Profissionais de Escalada do Estado do Rio de Janeiro), onde estou em processo de filiação", conta.
 ,
Dallorto também é formado em Turismo pela Marc Apoio. Com o curso, ele está habilitado para exercer a função de guia de turismo regional, nacional e América do Sul. Atualmente, ao lado de sua sócia, está fundando a sua empresa no ramo de turismo de aventura. Para conhecer o site da União dos Escaladores de Jacarepaguá, basta acessar www.escaladoresdejacarepagua.org
 ,
 ,
Por Marcos André Araújo

Publicidade:


Publicidade

Publicidade