Primeira brasileira a escalar o Broad Peak e o Cho Oyo sem oxigênio - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Desconhecida até então!

Primeira brasileira a escalar o Broad Peak e o Cho Oyo sem oxigênio

Ela tem nome alemão, mas é de Manaus, a capital da Floresta e dos grandes rios de planície. Pois bem, Cleo Weidlich teve um anos de 2009 super movimentado nas montanhas do Himalaia, tornando-se a primeira brasileira a escalar o Broad Peak no Paquistão e o Cho Oyo no Nepal sem oxigênio.

Fonte:

Por Rodrigo Granzotto Peron

Recentemente recebi um e-mail surpreendente.

A manauara Cleo Weidlich, "nascida e criada às margens do Rio Amazonas", hoje morando no Estados Unidos, em um ano de muita movimentação na Ásia, tornou-se a primeira brasileira a fazer cume no Broad Peak (8.047m), a primeira brasileira a culminar sem oxigênio engarrafado o Cho Oyu (8.188m), e ainda por cima subiu o Shishapangma Central (8.012m).

Narra a escaladora brasileira: "Cheguei até o cume do Cho Oyu no dia 24/9 às 6:30am e no dia seguinte fui até o Xixa, mas só consegui chegar até o ante summit (meu outfit foi a Asian Trekking, do Nepal). A cresta que leva ao cume principal estava coberta c/gelo azul, fazendo da travessia um ato suicida".

Cleo tem planos ambiciosos para 2010, quando vai tentar um double-header no Khumbu, com escaladas no Everest e no Lhotse, e depois irá ao Himalaya paquistanês para enfrentar o Nanga Parbat no verão.

O Brasil tem outras mulheres himalaístas, como Helena Coelho e Ana Elisa Boscarioli. Cleo até então era um nome desconhecida no montanhismo nacional.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade