Aniversário da conquista do Cho Oyu - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
55 anos!

Aniversário da conquista do Cho Oyu

Na semana que passou, fez aniversário o Cho Oyu (8.188m), a sexta montanha mais elevada do planeta, comemorando 55 anos da primeira ascensão.

Fonte:

Após duas tentativas britânicas prévias, lideradas por Eric Shipton (1951 e 1952), coube à expedição austríaca de Herbert Tichy a honra de conquistar a montanha, com cumes de Herbert Tichy, Josef Joechler, e do sirdar indiano Pasang Dawa Lama em 19 de outubro de 1954, estabelecendo a rota padrão na montanha.

Desde então o Cho Oyu tornou-se extremamente popular, considerado o mais fácil e mais seguro de todos os 14 picos 8000, é a porta de entrada para o alpinismo em alta montanha, tendo ultrapassado os 3.000 cumes nesta temporada de outono (só perde para o Everest, que tem 4.500).

Para o Brasil, o Cho Oyu é uma montanha extremamente importante, tendo sido o primeiro 8000er conquistado no Himalaia. Abaixo listagem de nossos sucessos:


O Cho Oyu foi tentado, sem cume, por outros brasileiros:

  • 1997 Helena Artmann (até 7500m)
  • 2000 Paulo Coelho e Helena Coelho (até 7100m)
  • 2003 Helena Coelho (até 8000m)
  • 2004 Helena Coelho (até 8000m)
  • 2005 Helena Coelho (até 7200m)
  • 2006 Ivanilde Souza Silva (até 7300m)
  • 2009 Paulo Coelho e Helena Coelho (até 7500m ??)
  • 2009 Marcelo Delvaux e Welerson Maduro (até 7800m)
  • 2009 Michel Vincent (até 7500m)

Os especialistas no Cho Oyu são, como se vê, Paulo e Helena Coelho. Ela esteve por lá 5x, e em duas ocasiões atingiu o platô do cume (8000m), mas não prosseguiu até o ponto mais elevado. Paulo, por sua vez, esteve 3x no Cho Oyu, e o conquistou em 2003. Na ocasião era o brasileiro mais idoso a pisar no cume de um 8000er, aos 52 anos de idade. Em 2009, Manoel Morgado bateu esse recorde, culminando aos 53 anos.

Além dos já citados brasileiros, uma pessoa muito próxima ao AltaMontanha.com também culminou o Cho Oyu: Trata-se do colunista do site, o argentino Maximo Kausch, que fez esta escalada sem oxigênio, trabalhando como líder de uma expedição comercial em 2008, na pós monção.

Que o Cho Oyu continue sendo a nossa porta de entrada ao himalaísmo e revelando talentos brasileiros em ascensão.

Por Rodrigo Granzotto Peron

Publicidade:


Publicidade

Publicidade