Acidente no Rio reacende os cuidados com as cabeças d´água - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Cuidado!

Acidente no Rio reacende os cuidados com as cabeças d´água

A menina Batista Braga, de 10 anos, foi arrastada por uma cabeça d“água neste último sábado, na cidade fluminense de Guapimirim. Ela, junto com outras pessoas, estava se refrescando numa cachoeira quando foi surpreendida pelo fenônemo. Saiba o que é uma cabeça d“ água e como evitar.

Fonte:

Na proximidade do verão, muitos excursionistas procuram trilhas que levam a cachoeiras para se banharem por causa do calor. Um passeio agradável, entretanto, pode resultar em tragédia por conta das cabeças, ou trombas d´água.

Este fenômeno acontece em rios de montanha na época de muitas chuvas. Consiste em um aumento momentâneo e violento do nível de água por conta de uma chuva intensa. Pode ficar ainda mais violento se houver um aumento grande das águas de um rio e a e ela romper com uma obstrução natural, como uma represa formada por árvores caídas ou pedras.

Este fenômeno ocorre com freqüência no verão em dias de muita chuva e causam grandes destruições naturais que arrasam o leito dos rios. Nos sistemas serranos que orlam o litoral atlântico isso pode ser muito problemático, pois muitas vezes no sopé das montanhas o tempo está ensolarado, mas na montante, está chovendo. É neste caso em que ocorre as tragédias, pois os banhistas pode ir para as cachoeiras da baixada para se refrescar e não percebem que no topo das montanhas está se formando uma tromba d´água.

É muito comum em dias de verão, a Serra do Mar ficar encoberta, e no litoral termos sol. Estes são os dias em que não podemos freqüentar cachoeiras dos rios que descem as montanhas.

A recomendação para evitar este fenômeno natural é não freqüentar estes ambientes em dias chuvosos, principalmente nos dias mais quentes onde é comum ter pancadas de chuva no fim da tarde e ainda mais nos dias em que as montanhas estão encobertas e na base delas há bom tempo. Lembre que as chuvas torrenciais de verão fazem o nível do rio aumentar muito rápido e água adquire muita velocidade e força quando desce as vertentes da Serra, arrastando consigo árvores e pedras pesadas, portanto além do risco de afogamento, ainda há o risco do banhista ser carregado e esmigalhado pela força da água.

As trombas, ou cabeças d´água são um problema muito grave e a única solução para evitar este fenômeno é não ir a cachoeiras em dias que o tempo apresenta as características citadas. Cuidado!

Publicidade:


Publicidade

Publicidade