Saiba mais sobre a proposta do Parque Nacional Altos da Mantiqueira - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Novo Parque de Montanha?

Saiba mais sobre a proposta do Parque Nacional Altos da Mantiqueira

A proposta da criação de um parque nacional na Serra da Mantiqueira, entre os Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro já está na etapa da consulta pública. Muito se fala e se cogita sobre a criação deste parque, que irá influenciar diretamente os montanhistas do Brasil. Veja qual é a proposta do ICMbio.

Fonte: ICMbio

A idéia da criação do Parque Nacional Altos da Mantiqueira é proteger as últimas grandes áreas contínuas de florestas e campos de altitude da Serra da Mantiqueira, onde além da importância paisagística, ainda é a nascente de centenas de rios que abastecem cidades do Vale do Paraíba e até do Rio de Janeiro.

A área do ParNa irá abrigar 14 municípios em três Estados, são eles: Itamonte, Itanhandu, Passa Quatro, Marmelópolis e Delfim Moreira, em Minas Gerais, Queluz, Lavrinhas, Cruzeiro, Piquete, Guaratinguetá, Pindamonhangaba, Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal, no Estado de São Paulo e o município de Resende, no Rio de Janeiro.

Trata-se de um grande projeto, muito importante para a preservação de ecossistemas serranos, alguns deles considerados como "paisagens de excessão" que são relictuais de climas mais secos e frios do passado, como são os campos de altitude. Muitas destes Ecossistemas encontram-se fragmentados e bastante ameaçados por algumas culturas, como o reflorestamente de Pinus e Eucalipto.

Por se tratar de um projeto intervencionista, muitos moradores e fazendeiros locais temem as medidas que serão levadas à cabo pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade , (ICMBio). Por conta destas polêmicas, o ICMBio publicou em sua página na internet diversas perguntas e respostas que esclarecem um pouco as propostas.

No projeto, bairros rurais não serão desapropriados. O ICMbio tomou cuidado em delimitar a área do futuro parque deixando de fora as comunidades rurais. Serão desapropriadas somente áreas de florestas e campos. A intenção é unir os fragmentos de florestas no futuro para que ela tenha uma área continua de atuação.

O Parque prevê o fim da criação de Pinus e Eucalipto, mas estas áreas não serão removidas de imediato. Os proprietários realizarão o manejo necessário, sem expandi-las, para que depois estas áreas possam ser recuperadas. Os empregados das fazendas de Pinus não ficarão desempregados, pois o ICMbio precisará de mão de obra para trabalhar na recuperação de áreas degradadas. O ICMbio irá pagar a desapropriação das terras pelo valor de mercado, contando todas as benfeitorias.

As estradas que cruzam a área do Parque não serão impedidas, ainda mais aquelas que ligam o Estado de São Paulo ao de Minas Gerais. Algumas estradas rurais poderão sim ser fechadas, desde que as áreas façam parte das desapropriações.

De acordo com o projeto do ICMbio, da área total do futuro parque, 64% é atualmente composta por florestas em estágio avançado de sucessão, só 7,36% são áreas ocupadas com silvicultura, agricultura e pastagem. Quase 10% da área do Altos Mantiqueira é de Campos de altitude.

O Montanhismo será levado em consideração no novo parque?

Esta é a pergunta que não quer calar no meio montanhístico brasileiro, já na área do futuro parque existem montanhas, trilhas, travessias e escaladas históricas, como a Travessia da Serra Fina e Marins - Itaguaré.

No atual momento não existe nenhum planejamento quanto à política de visitação do futuro ParNa. Parques vizinhos à área do futuro "Altos da Mantiqueira", como o Parque Nacional de Itatiaia, o mais antigo do Brasil, vê com maus olhos a presença de visitantes e há décadas vêm adotando políticas radicais de proibição muito impopulares ao montanhismo.

Estes detalhes sobre a visitação nesta futura área pública será discutida na realização de seu plano de manejo numa fase posterior à criação do Parque.

Consultas públicas

O Instituto Chico Mendes estará realizando consultas públicas para a proposta de criação do Parque. Tais consultas serão em municípios da região. É importante que montanhistas participem e que sejam ouvidos. O montanhismo no Brasil existe há 130 anos e a Mantiqueira é um dos principais locais em sua prática. Veja os locais destas consultas públicas:

1. , Pindamonhangaba (SP): dia 07/12/2009, às 19 horas, Local: ETEC - João Gomes Araújo, Rua Professor José Benedito Curreno, nº 75 - Bairro Boa Vista, CEP: 12411-010
2. Cruzeiro (SP): dia 08/12/2009, às 19 horas, Local: SESI - Cruzeiro, Rua Durvalino de Castro n°501 - Vila Ana Rosa Novaes, 12700-000
3. Delfim Moreira (MG): DIA 09/12/2009, às 19 horas, Local - Salão de eventos , da Prefeitura, Rua Presidente Tancredo Neves n° 56 - Bairro Itajiba, CEP 37514-000
4. Passa Quatro (MG): dia 10/12/2009, às 19 horas, Local - Escola Estadual Nsa.Aparecida. , Avenida Cel. , Ribeiro Pereira nº 722, CEP 37460-000

Fonte: ICMbio


Veja mais:

Documento da FEMESP com informações sobre a prática de Montanhismo na Serra da Mantiqueira
Proposta de criação do Parque Nacional Altos da Mantiqueira - ICMbio

Publicidade:


Publicidade

Publicidade