Assalto em trilha do Parque Nacional da Tijuca - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
O caso se repete em todo Brasil

Assalto em trilha do Parque Nacional da Tijuca

Neste fim de semana quatro mulheres foram assaltadas por bandidos armados em uma trilha no Parque da Tijuca no Rio de Janeiro. No Brasil inteiro diversas paisagens naturais sofrem do mesmo mal.

Fonte:

Na tarde de sábado, quatro mulheres que faziam caminhadas em uma trilha na região da Pedra Bonita, no Parque Nacional da Tijuca, zona Sul do Rio de Janeiro, foram abordadas e assaltadas por homens armados.

Elas foram obrigadas a caminhar para o meio do mato e ficaram reféns dos bandidos por mais de duas horas. Apesar do susto e da apreensão de serem molestadas ou mortas, nada aconteceu e elas apenas perderam suas mochilas e documentos. Uma das mulheres envolvidas diz que apesar de nada mais grave ter acontecido, ela não se sente mais confiante em realizar trilhas no interior do Parque.

O Parque da Tijuca é o maior Parque urbano do mundo, ocupando todo o maciço montanhoso que recebe o mesmo nome. , Apesar de ser um paraíso ecológico e de grande importância não somente cênica, mas também climática e ambiental, este que é o Parque Nacional mais freqüentado do país sofre constantemente com assaltos, já que por sua dimensão é muito difícil ter controle de todas as trilhas e para piorar, o Parque sofre com a expansão urbana desordenada das favelas, que ocupam as áreas verdes.

Mais assaltos em áreas de montanha


Assalto em trilhas não é exclusividade do Rio de Janeiro. Nas trilhas da famosa vila de ingleses do alto da Serra do Mar em, Paranapiacaba, São Paulo, já houve muitos relatos de assaltos, nosso colaborador e andarilho fanático Jorge Soto já sofreu deste mal por aquelas trilhas.

No Rio Grande do Sul, o Itacolomi, um dos locais mais tradicionais da Escalada na região de Porto Alegre sofre deste mal, , assim como o morro do Pudim. No interior do Estado, em Santa Maria, houve um caso bizarro em que escaladores foram assaltados e amarrados no trilho de trem existente nas proximidades das vias de escalada do morro do Carmo.

No Paraná, a famosa trilha do Itupava, que é um caminho colonial que desce a Serra do Mar e que passa ao lado do Morro do Anhangava, já houve casos graves de assalto e até de morte no passado. Com a restauração e a instalação de um posto de controle do IAP e também da movimentação da comunidade de escaladores, os assaltos pararam e a paz voltou ao normal. Entretanto no fim do ano passado um ladrão voltou a agir na região levando pertences dos caminhantes.

Tentamos contatar o IAP, órgão que administra os Parques no Paraná, na semana passada para saber se o ladrão já foi capturado, mas até hoje não obtivemos resposta.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade