Adeus à Casa de Pedra da Chácara Santo Antonio - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Escalada em luto

Adeus à Casa de Pedra da Chácara Santo Antonio

Unidade mais antiga do famoso ginásio paulistano encerra suas atividades hoje.

Fonte:

A escalada de competição pode ser distinguida em duas épocas, uma antes e outra depois da existência da Casa de Pedra. Alê Silva, ex. campeão brasileiro de escalada e proprietário do ginásio inaugurou um novo conceito quando pôs para funcionar o ginásio localizado na Rua da Paz, no bairro paulista da Chácara Santo Antônio.

Com mais de 600m2 de superfície “escalável”, munidos de agarras importadas e equipamentos como Campus Board e System Wall, treinaram ali grandes campeões como André Berezoski, Janine Cardoso, Cesar Grosso e outros tantos nomes de talento que conheceram o mundo da escalada através do Ginásio.

Com a febre da escalada do final dos anos 90, a Casa de Pedra se expandiu e inaugurou uma nova unidade em Perdizes, na época o maior ginásio de escalada do Brasil. O ginásio ainda recebeu mais outra unidade, na Granja Viana entre Cotia e a capital.

Mais do que um centro de treinamento, a Casa de Pedra se tornou uma referência no esporte no país, com uma estrutura de ginásio de primeiro mundo.

Crise e fechamento

A primeira unidade a encerrar suas atividades foi a da Granja Viana, numa época em que outros ginásios paulistas também fecharam as portas, como o Rocódromo e Vertical Indoor. Os anos de 2004 e 2005 não foram bons e percebia-se que o paulistano já não tinha tanto interesse pela escalada.

Nos anos que se passaram, até Dezembro de 2008, a escalada em São Paulo sofreu um grande retrocesso, com campeonatos vazios, lojas fechando e pouca gente escalando, comparado ao que já foi um dia. Foi aí que Ale Silva decidiu fechar um de seus ginásios, justamente o maior, localizado em , Perdizes.

Com a bomba do encerramento da CP, como é carinhosamente chamado, vários escaladores da capital se reuniram e conseguiram fazer com que o proprietário não fechasse nenhuma Casa de Pedra, já que ficou-se na dúvida sobre qual encerrar as atividades.

Nos primórdios de 2009, o ginásio teve que ser enxugado. Vários bolsistas perderam o privilégio e o horário ficou reduzido para diminuir despesas. Apesar do “apertar do cinto”, a vida voltou à Casa de Pedra e exemplo maior foi a realização do Boulder Fest, uma competição de escalada que envolveu os melhores escaladores do Brasil e uma premiação excepcional!

Parecia que tudo estava bem, entretanto, com o passar do tempo, o marasmo retornou e os problemas junto. A conta entre o que se ganha e o que se perde ficou no vermelho novamente e aí não há quem agüente, a Casa de Pedra da Chácara irá encerrar suas atividades 12 anos depois que revolucionou a escalada esportiva do Brasil.

Nem tudo é tristeza

Apesar do encerramento da mais simpática das unidades da CP, o ginásio de Perdizes continuará funcionado. Ele é maior e tem uma estrutura mais adequada, como estacionamento. A boa novidade é que ele receberá muitos equipamentos que estavam na unidade fechada e ganhará mais vias de escalada, uma nova área de boulder e mais agarras na parede.




Publicidade:


Serviços Especializados


Aventurista

Publicidade

Publicidade