Campeonato Brasileiro Juvenil – Finais - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Seletiva para o Mundial

Campeonato Brasileiro Juvenil – Finais

Neste domingo, dia 8 de Fevereiro, foi o último dia do campeonato brasileiro juvenil. Confira como foi.

Fonte:

Sob um calor escaldante novamente, onde os termômetros marcaram raros 36 graus na capital mais fria do Brasil, ocorreram as finais do Campeonato Brasileiro Juvenil. Beber muita água, tomar um sorvete ou ficar no ar condicionado da loja Campo Base foram as estratégias para se refrescar, mas só até começar as finais, pois quando os melhores atletas juvenis do Brasil começaram a competir, o clima esquentou de vez, para melhor!

O dia começou com a categoria Juvenil B feminino, com a demonstração de Brena Schelbauer de Joinvile – SC. Apesar de estar competindo sozinha na categoria, Brenda mostrou seu talento e foi alto na via. Ela é uma garota que tem tudo para dar certo na escalada, com apenas 13 anos, é alta, forte e já é campeã catarinense de escalada!

Em seguida os meninos da mesma categoria começaram a escalar. O destaque foi Rafael Takahace de São Paulo, que foi o único a encadenar a via, sagrando-se campeão. Rafael, apesar da pouca idade, já escala há muito tempo e na etapa paulista, do brasileiro do ano passado, ele venceu a categoria “amador”. , Em segundo lugar ficou o sósia do Andreas “Francês” de Campo Alegre, o “Frances baiano” Hilário Correia Ramos e em terceiro o mineiro Arthur Rates Alvarenga.

No Juvenil A feminino tivemos a presença de quatro meninas. O destaque ficou para a campeã Mariana Gomes Aguilar, que estreou na categoria este ano, subindo da Juvenil B. Mariana é outra escaladora com muito futuro. Ela foi vice campeã mineira em 2009 e fez um bom campeonato mundial em Valence. Em segundo ficou Camila Shaw, de São Paulo, que também esteve no mundial da França e em terceiro Bianca Leick de Curitiba.

No masculino houve uma grande queda de braço entre dois atletas que vivem se enfrentando, Caio Lopes de Curitiba e Andreas Pauli “Francês” (o original). No ano passado eles fizeram uma super final e neste ano, após ambos terem encadenado as três vias não deu outra... novamente iriam se enfrentar para ver quem ficaria em primeiro. Escalando a via final do Junior, Andreas foi mais alto e desta vez ficou em primeiro.

Na terceira colocação, mais um representante da Associação Pé na Agarra de Santa Catarina, o estreante Lucas Baron, o “Cotonete” que mora em São Bento do Sul e que mostra que na escalada, a pequena Campo Alegre consegue polarizar as cidades maiores da região. “Cotonete” escala há pouco tempo, mas mostra que tem um grande talento.

No Junior, que é categoria mais forte, a briga era para ver quem ficaria em segundo no masculino, já que Felipe Camargo estava lá marcando presença mais uma vez. Mesmo com pouca idade, Felipinho compete no cenário mundial há anos e foi o primeiro atleta brasileiro a mandar 11a, 11b e 11c na rocha!

Na hora de competir Felipinho foi um dos primeiros a escalar, ele subiu a parede flutuando como uma pluma, passou com facilidade pelo local onde havia caído Andreas “Francês” e Caio Lopes, mas ao chegar no teto, teve dificuldade em clipar a corda na costura, perdeu o equilíbrio, tentou continuar, mas caiu. Será que haveria uma zebra neste campeonato?

Chegou a hora de Bruno Milani, atleta de Bento Gonçalves – RS escalar. Ele já havia encadenado ambas as vias das eliminatórias e estava muito forte e confiante. Bruno também subiu como uma pluma, mas caiu logo na virada do negativo de 45°. Depois de Bruno, só mais um pessoa poderia ameaçar a hegemonia de Felipinho, Jonas Leffeck, atleta de Campo Alegre que também participou do Mundial Juvenil no ano passado. Jonas também escalou bem, mas caiu uma agarra antes de Bruno, deixando o pódio dessa maneira.

Para finalizar, Luana Riscado de Niterói, outra atleta solitária, fez sua demonstração e com leveza e tranqüilidade encadenou a via, mostrando que também está em um nível excelente, pena que não houveram outras competidoras em sua categoria.

O Campeonato Brasileiro Juvenil deste ano teve menos presentes que no ano passado. Nele nota-se uma evolução dos atletas que competiram no mundial e até mesmo um distanciamento deles com os novatos, com exceção de Rafael Takahace e Bruno Milani, que se destacaram neste ano, mas que não foram para a França no ano passado.

As posições e os classificados já foram definidos, agora é esperar para que os atletas definam se querem ou não participar do Mundial. Não são todos que serão agraciados pela bolsa do Projeto Pró Escalar. A grande ausência de meninas na competição tira o privilégio, por exemplo, de que uma atleta experiente e talentosa como Luana Riscado tenha a possibilidade de ir para o mundial com o Patrocínio do Projeto, já no regulamento, seria preciso que houvesse, no mínimo, 3 escaladoras em sua categoria.

O mundial da Escócia será em Setembro na cidade de Edimburgo. Até lá todos terão muito trabalho para treinar, evoluir e conseguir o financiamento necessário para poderem ir à Europa participar do Mundial. Na semana que vem teremos a confirmação dos nomes que estarão lá representando o Brasil.

Veja o Resultado Final do Campeonato Brasileiro Juvenil
Veja como foi o primeiro dia da competição

Veja o álbum de fotos do Campeonato, por Pedro Hauck


Publicidade:


Publicidade

Publicidade