Raineri e Eduardo em ritmo de espera no Campo Base - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar

Raineri e Eduardo em ritmo de espera no Campo Base

Esta talvez seja uma das fases mais difíceis da Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar. É tempo de espera, de analisar diversas previsões de tempo e trocar idéias com outras expedições para decidir a data da subida

Fonte:

Desde que desceram do Acampamento Base Avançado (6.400 metros de altitude) para o Campo Base (5.300 metros) Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke iniciaram uma fase da Expedição em que o preparo psicológico conta muito.

Agora é a fase de espera, de muita conversa e observação, sem se deixar tomar pela ansiedade, pela pressa em chegar ao topo do mundo. Neste fim-de-semana algumas expedições já começaram suas subidas para atacar o cume durante a lua cheia. As previsões mostram que o clima estará bom acima dos 7.500 metros.

Mas ainda não é a janela ideal para Rodrigo que vai fazer sua investida sem usar cilindros de oxigênio suplementares. Tanto ele quanto Du Keppke (que vai escalar usando O2 suplementar) estarão acompanhados de sherpas experientes e que levarão cilindros de O2 para caso de emergência.

Du Keppke e Rodrigo Raineri estudam várias previsões de tempo e trocam idéias com outras expedições para decidirem quando serão os melhores dias para fazerem o ataque ao cume. Por enquanto a idéia é a de que comecem a subir no dia 21 para chegar ao cume no dia 25. Tudo dependerá do clima.

Rodrigo comentou que “as grandes expedições estão trabalhando com os dias 19 e 25 como dias de cume. Ou seja, estamos no caminho certo também. Mas como estas expedições geralmente vão com O2, preciso levar em conta este fator. Acima de 7.500 metros eu preciso que os ventos estejam fracos e que não tenha precipitação de neve”.

Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke, da Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar, escalam o Monte Everest, Sagarmatha para os nepaleses e Chomolungma para os tibetanos, pela Face Sul (Nepal). O Everest é a montanha mais alta do mundo, com 8,850 metros de altitude. A Face Norte (Tibet, China) foi fechada para as expedições comerciais este ano para que os chineses pudessem levar a tocha olímpica ao topo do mundo.

Até a tocha olímpica chegar ao cume do Everest no dia 8 de maio, as expedições que estão na Face Sul (Nepal) só puderam chegar ao Acampamento Base Avançado (6.400 metros), fazendo com que os ciclos de aclimatação dos montanhistas tivessem que ser “adaptados” às novas regras.

As primeiras informações eram as de que os escaladores que estivessem no lado nepalês poderiam subir até o Acampamento 3 (7.500 metros) enquanto a tocha não chegasse ao cume. Porém os militares nepaleses confiscaram os aparelhos eletrônicos das expedições (telefonemas eram possíveis só com a presença de um soldado ao lado) e todos foram proibidos de passar dos 6.400 metros de altitude. A montanha e os aparelhos eletrônicos só foram liberados no dia 8 de maio.

Por causa do fechamento da Face Norte o número de expedições no Nepal é bem superior ao dos anos anteriores, estão previstos “engarrafamentos” nos dias de bom tempo para ataque ao cume.

A Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar tem o patrocínio de Wizard e Snake, apoio de Lenços Presidente, Cia. Athletica e Grade 6.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade