Notícias de Waldemar e Irivan no Gasherbrum I - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Karakoram

Notícias de Waldemar e Irivan no Gasherbrum I

Waldemar Niclevicz e Irivan Burda sofrem com o mal tempo no Gasherbrum I, também chamado de Hidden Peak, mas eles já estabeleceram o acampamento 2 na montanha. Confira na íntegra o relato de Waldemar:

Fonte:

Estimados Amigos,

Estamos no acampamento-base descansando após a nossa primeira investida ao Hidden Peak, quando montamos o acampamento 1 a 5.950m e quase chegamos ao local do acampamento 2 (6.500m). Por volta dos 6.350m fomos impedidos de prosseguir, por um vento gelado e carregado de neve que deixava impossível se orientar entre os gigantescos blocos de gelo e profundas gretas.

Iríamos recomeçar a escalada hoje, mas de madrugada começou a nevar forte e pela manhã o acampamento-base amanheceu coberto por mais de 20cm de neve. Ninguém de nenhuma das expedições subiu hoje. Estamos aqui, escutando as avalanches, descarregando o excesso de neve das encostas das montanhas, com a esperança de que na próxima madrugada seguiremos rumo ás altitudes superiores. É importante sairmos no máximo até as 4h da manhã do acampamento-base, pois o trecho até o acampamento 1 é repleto de gretas assim, o frio da madruga por volta dos 12 graus negativos, faz com o que as placas de gelo sobre as gretas aguentem nosso peso. Outro trecho aonde as gretas nos preocupam é justamente a chegada ao acampamento 2. Já encontramos cordas fixas de anos anteriores, mas ainda não conseguimos achar um caminho seguro entre essas gigantescas gretas.

Nessa próxima investida esperamos não só montar nosso acampamento 2 a 6.500m, mas também queremos fixar cordas no Corredor Japonês, de 500m de altura, o principal obstáculo rumo às alturas do Hidden Peak. Se obtivermos sucesso, na seguinte investida já esperamos fazer a nossa tentativa de chegar ao seu cume de 8.068m lá pelo dia 19 ou 20 de Julho.

O ponto alto da nossa expedição vem sendo o entrosamento e o ânimo da nossa equipe, algo típico do sul-americano. Provavelmente somos a primeira expedição sul-americana a enfrentar o Karakorum com brasileiros, argentinos e colombianos, além dos 4 guatemaltecos. Nossa equipe também é muito forte tecnicamente, o que nos dá plena auto-suficiência para superar nossos objetivos.

Ontem depois do jantar toda a equipe assistiu o DVD,Um sonho chamado K2, chorei de emoção várias vezes ao relembrar a gratificante experiência de vida que tive nessa grande montanha. A expedição 10 Anos do Brasil no K2 está sendo realizada sem nenhum patrocínio.

Como sempre, contamos com a sua importante torcida.

Um forte abraço,

Waldemar Niclevicz

Publicidade