Brasileiros partem ao cume do Everest na madrugada de hoje - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar

Brasileiros partem ao cume do Everest na madrugada de hoje

Na madrugada desta segunda-feira (horário Nepal), os alpinistas Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke iniciam a investida ao cume da montanha mais alta do mundo. A intensificação dos ventos preocupa montanhistas.

Fonte:

Este domingo (25/05) não foi um dia nada fácil para Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri. Eles saíram em torno das quatro horas da madrugada do Acampamento Base Avançado (6.400 metros de altitude) e chegaram ao Acampamento 3 (7.500 metros), na parede do Lhotse.

“Foi um dia muito difícil – contou Rodrigo pelo telefone satelital – com muita neve, muito vento e muito frio. Sofremos bastante para chegar até aqui e ainda tivemos um incidente porque roubaram a nossa comida, os géis de carboidrato. A princípio pensamos que tinham levado tudo, mas conseguimos achar parte do nosso equipamento e foi mesmo somente os alimentos”.

Raineri explicou que vão ter que racionar um pouco a comida que vão levar para o cume, mas que será possível manter-se bem alimentados. “O que mais preocupa agora são as previsões do tempo. Inicialmente tudo mostrava que a janela de bom tempo seria agora aliada a menos tráfego de pessoas. Porém, o clima mudou e os ventos estão muito fortes”.

“Encontrei cinco italianos que estavam tentando a escalada sem O2 também e eles desistiram. Um deles, inclusive, já fez cume sem O2 em 2001. Nesta temporada, até onde temos notícia, ninguém fez cume sem usar oxigênio suplementar. Com O2 muitas pessoas fizeram e o tempo esteve razoável para chegar ao cume, mas para subir sem cilindro está bem difícil!”, completou o paulista de Ibitinga radicado em Campinas.

Eduardo Keppke e Rodrigo Raineri escalam o Monte Everest, a montanha mais alta do mundo (8.850 metros de altitude), pela Face Sul (Nepal) acompanhados de climbing sherpas que levam cilindros de O2 para caso de emergência. Eduardo Keppke usará cilindros de oxigênio suplementares no ataque ao cume. Rodrigo Raineri tenta sua investida sem usar os cilindros.

Mozart Catao, Ana Elisa Boscarioli, Vitor Negrete, Irivan Burda e Waldemar Niclevicz são os cinco brasileiros que já conquistaram o cume da Sagarmatha com auxílio de cilindros de oxigênio suplementares. Em 2006 Vitor Negrete chegou ao cume sem O2, pela Face Norte (Tibet), mas faleceu no Acampamento 3 (8.300 metros de altitude), durante sua descida.

A Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar tem patrocínio de Wizard e Snake, apoio de Lenços Presidente, Cia. Athletica e Grade 6.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade