Controvérsia no único cume no K2 em 2010 - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Único cume no K2?

Controvérsia no único cume no K2 em 2010

Após uma temporada castigada por muita neve e fortes ventos, boa parte das expedições presentes no Paquistão abandonaram suas escaladas. Christian Stangl porém, alega ter chegado ao cume do K2 no dia 12 de Agosto. No entanto, alguns dos escaladores presentes no K2 estão convencidos de que Stangl não fez cume.

Fonte: k2bottleneck.wordpress.com - EverestNews.com - ExplorersWeb.com - skyrunnin

O austríaco diz ter demorado 70 horas do base até o cume do K2. Às 10 da manhã da quinta feira dia Christian diz chegado sozinho ao cume. Stangl deixou o acampamento base às 5 da tarde do dia 10 de agosto e subiu pela esporão Abruzzi, subindo até o acampamento 3, localizado a 7100m. Segundo o escalador nevou forte durante a subida. Ele também contou que várias rochas caíram no caminho. Ao chegar ao acampamento 3 o céu limpou. Stangl tinha uma previsão ruim para dali algumas horas então ele teve que se apressar. Assim, finalmente às 10 da manhã do dia 12, Christian parou-se no cume do K2 por alguns momentos.Segundo ele a visibilidade não era muito boa. Ele descreveu a escalada como não muito técnica, porém muito perigosa, a mais perigosa de sua carreira.

Por volta das 5 da tarde do mesmo dia, ele começou a descida pelo esporão Abruzzi. Ao cair da noite ele teve que usar seu GPS para se guiar. À meia noite ele teve que procurar abrigo num pequeno platô e dormiu ali mesmo. Acordado pelo sol nascendo às 4 da manhã, ele continuou com a descida. Stangl finalmente chegou ao acampamento base no dia 13 e dormiu por 12 horas antes de começar o trekking de descida.

Até agora, a única prova que o austríaco tem do cume é um auto retrato no cume.

Christian Stangl já tinha tentado o K2 em 2009 e alcançou 8300m naquela ocasião. Stangl tem um estilo muito peculiar em suas escaladas. Ele se auto denomina um "sky-runner" pois todas as suas ascensões são velozes. No Everest por exemplo, ele foi sem oxigênio da base até o cume em 16 horas e 42 minutos. Stangl já escalou todos os 7 cumes em tempos absurdamente baixos. Com o K2, ele pretende fazer ascensões relâmpago nos segundos cumes mais altos de cada continente. Seu próximo projeto é a ascensão relâmpado do Monte Tyree, o cume mais alto da Antártida após o Vinson.

A Controvérsia

Em poucas palavras, George Dijmarescu, líder da expedição de Stangl disse no EverestNews.com: "Não há cumes este ano, garantido. Quando você escutar a história inteira, você vai rir..."
Sem maiores argumentos, George e outros escaladores que estavam na montanha como Fabrizio Zangrilli, alegam que era impossível que alguém faça cume no K2 naquelas condições.

No site k2bottleneck.wordpress.com, foi feita uma análise da foto. Segundo o autor, o sol está na posição correta e algumas nuvens cobriam a região do cume, o que confirma a história de Stangl. Segundo o site porém, os dados EXIF da foto, que contém o tipo de câmera usado, a data, hora e outras informações, estão ausentes. Pelo que parece a foto foi editada em Photoshop 7. Pelo que parece a foto sim é do cume do K2, porém sem os dados EXIF da foto, Stangl não pode usar a foto como prova.

Os principais sites de notícias aguardam por mais fotos de Stangl para provar se ele chegou ou não ao cume.

Fonte: k2bottleneck.wordpress.com, EverestNews.com, ExplorersWeb.com, skyrunning.at

Publicidade:


Publicidade

Publicidade