Arian Lemal, o limpa-montanhas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
as montanhas merecem

Arian Lemal, o limpa-montanhas

Este francês de 27 anos vêm ocupando os últimos anos escalando e limpando montanhas nas principais cadeias do mundo. Arian está chamando muito a atenção para o lixo deixado para trás por expedições comerciais. Lemal foi longe e fez a sua dissertação de mestrado em Gestão Ambiental sobre limpeza de montanhas e manutenção de lixo.

Fonte: ArianLemal.fr - ExplorersWeb.com - DanielaTeixeira.com

Desde 2006, Arian fez várias expedições de limpeza pelo mundo: Aconcágua 2006 e 2007, acampamento base do Kangchenjunga, o maciço do Mont Blanc em 2009, Gasherbrums em 2009, Gasherbrums em 2010 novamente, além de várias outras.

Até hoje, Arian conseguiu remover sozinho mais de meia tonelada de lixo das montanhas que esteve. Além do trabalho ativo nas montanhas, Lemal divide a sua paixão e experiência com crianças em escolas francesas além de palestras públicas. Ele mesmo reconhece que a significância da conscientização é muito maior do que o lixo que ele consegue descer sozinho das montanhas. Parte desse trabalho é divulgado em rádio, televisões e internet.

Para adquirir a necessária experiência no campo, Arian completou o seu mestrado em Gestão Ambiental na Lincoln University na Nova Zelândia entre os anos de 2008 e 2009. Com a sua experiência prática, ele escreveu a sua dissertação de mestrado: "The Gloomy Side of Climbing the Highest Mountains on the Planet - a case study of waste management on 8000m peaks in Pakistan"
 


A ação de Arian Lemal é um ato pessoal e ele não depende de nenhuma empresa ou ONG. No seu tempo livre ele organiza excursões para conscientização ecológica, incluindo o grande valor da água e administração de lixo. Ele sempre foca em limpar montanhas. Todas suas aventuras podem ser acompanhadas por internet pelos estudantes.
 

Descaso total da famosa escaladora coreana

No seu último projeto, Arian esteve no Gasherbrum II e Hidden Peak, junto ao colunista do AltaMontanha.com Maximo Kausch. Sua intenção era a de limpar o lixo deixado pela expedição coreana de Miss Oh Eun Sun ao Hidden Peak em 2009. No seu penúltimo 8000 (o Hidden Peak), a coreana deixou TODA a sua estrutura montada na montanha. Barracas, garrafas de oxigênio, panelas e mesmo mochilas foram deixadas para trás. Arian contratou 2 carregadores de altitude para ajudá-lo, porém uma tempestade no dia 5 de agosto de 2010 impossibilitou a limpeza e só alguns itens foram descidos do acampamento 3.
 

Mais lixo enquanto Arian tentava descer lixo

Lemal conta que esteve muito decepcionado pois, enquanto ele tentava com muito esforço descer o lixo deixado pela coreana 1 ano antes, outras expedições presentes na montanha também deixavam o seu lixo nos acampamentos de altitude.

A expedição suíça/alemã de Kari Kobler deixou lixo em todos os acampamentos da montanha, o mesmo fez a expedição do francês Ludovic Challeat. Segundo Arian, o lixo encontrado era "importado" da França e da Itália, o que sugere que os 3 escaladores italianos presentes na montanha também foram "maus meninos". Arian desceu todo o lixo que encontrou até o acampamento-base.

O alpinista francês ficou impressionado com a sujeira deixada pelos seus conterrâneos no acampamento 4 do Gasherbrum II. Ele contou 21 barracas semi-destruídas abandonadas no acampamento. Segundo Arian, serão necessários pelo menos 10 carregadores de altitude para remover todo o lixo do acampamento 4. Ele pretende discutir o assunto com o Clube Alpino do Paquistão e provavelmente voltar ao G2 para limpar o lixo deixado.

A expedição tcheca composta pelo fortes escaladores Radek Jaros e Libor Uher foi mais longe ainda. Eles deixaram uma barraca marca Hushy montada com comida, gás e isolantes térmicos no acampamento 3 do Gasherbrum II. Outra no acampamento 2 e outra no acampamento 1!!! Maximo Kausch estava lá e confirmou que as barracas poderiam ter sido facilmente removidas, porém, segundo Maximo, os fortíssimos tchecos estavam com preguiça.

Na descida do Hidden Peak, Arian conseguiu descer a barraca do acampamento 1, localizado a quase 6000 metros. As barracas nos acampamentos 2 e 3 tiveram que ficar lá pois as condições climáticas impossibilitaram que Arian subisse para retirar o material deixado pelos tchecos.
 

Devolvendo o lixo aos iranianos

Arian lembra que no ano de 2009, ele teve muito trabalho em recuperar todo o lixo que foi deixado por uma expedição iraniana. A expedição simplesmente jogou o seu lixo dentro de uma greta e ele conseguiu recuperá-lo e descê-lo até o acampamento-base.

Numa ação totalmente justa, Arian jogou todo o lixo na frente da barraca refeitório da expedição iraniana liderada por Kaveh Kashefi. Num email enviado ao site iraniano MountainZone.ir, Kashefi negou ter deixado lixo na montanha.

Daniela Teixeira, colunista do AltaMontanha.com que estava na expedição de Arian em 2009, comentou no ExplorersWeb.com:

"Queremos parabenizar a Altitude Junkies por sua grande atitude no acampamento 1. Alguns membros de uma expedição iraniana fixaram uma corda para aproximar uma greta e jogaram 2 sacolas gigantes de lixo dentro, isso na frente dos membros da expedição Altitude Junkies. Imediatamente uma discussão aconteceu. Dois dias depois, Arian e seu companheiro Michael foram dentro da greta, recuperaram os sacos de lixo, os levaram ao acampamento-base e esvaziaram os sacos silenciosamente bem na frente da barraca refeitório dos iranianos. Os sacos continham cilindros de gás, plásticos e todo tipo de lixo".

Ante uma discussão, o líder da expedição iraniana disse à Arian "Isso não é de sua conta".
 

E no futuro?

A atitude dos iranianos, coreanos e tchecos não é incomum. Nas suas limpezas, Arian encontrou muitos tipos de materiais deixados nas montanhas. Ele lembra que enquanto caminhava pelo glaciar Abruzzi em 2009, ele encontou um cilindro de oxigênio de 1980 e mais tarde, no meio de uma pilha de lixo deixada por coreanos, outro cilindro datado de 1962!

Numa conversa com um escalador tcheco, Arian lembra: "Quando perguntei sobre o que eles fazem com o seu lixo enquanto escalam, ele respondeu que compra uma barraca barata de supermercado para deixá-la lá em cima". Em outra conversa com um canadense o escalador admitiu deixar o seu lixo em gretas.

Numa entrevista cedida ao ExplorersWeb.com, Arian concluiu que "a solução é usar os Oficiais de Ligação como oficiais ambientais, controlando o que sobe e o que desce. Isso faria uma grande diferença". Ele adicionou que "Eu sugiro que todas as expedições fossem informadas sobre a necessidade de levar tudo embora e torná-los conscientes das conseqüências negativas de deixar lixo na montanha". Lemal ainda reforçou com o seu próprio lema:
 

"O nosso planeta merece um esforço"

Arian é patrocinado pela Mountain Hard Wear, Millet e Julbo. O ativista porém, está sempre em busca de ajuda financeira para poder dar continuidade aos seus projetos.

 

Fonte: ArianLemal.fr, ExplorersWeb.com, DanielaTeixeira.com

Publicidade