Fatos e personalidades que marcaram a temporada no Aconcágua - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Aconcágua

Fatos e personalidades que marcaram a temporada no Aconcágua

Estatísticas, novas rotas e curiosidades na montanha mais alta de América e do Hemisfério Sul durante a temporada 2007-2008.

Fonte:

A atual temporada oficialmente começou em 15 de dezembro de 2007, finalizando em 15 de março deste ano, deixando vários feitos dignos de serem mencionados. Ao total foram registrados 7.658 montanhistas e trekkers que entraram no Parque Provincial Aconcagua, 345 a mais que na temporada passada, confirmando um aumento anual de 5 a 10%.

Deste total, 4.548 tinham permissão para subir ao cume, o qual aproximadamente 1.400 (em torno de 30%) chegaram ao ponto mais alto, os 6.959 metros que fazem desta a montanha mais alta do continente americano. O número de montanhistas resgatados também foi grande, 278, contra os 266 da temporada anterior e lamentavelemente um montanhista romeno faleceu. Esta quantidade de montanhistas retirados em segurança se deveu certamente ao fato da patrulha de resgate ter ordens de descer a todo aquele que apresentar sintomas de mal de altitude. Ainda, 3.110 montanhistas tinham só permissão de trekking.


Destaques desta temporada

Os tchecos Leopold Sulovsky e Josef Lukas abriram uma nova rota na face Oeste depois de desistirem da escalada da Parede Sul. Enfrentaram 40ºC abaixo de zero, chegando ao cume em 30 de janeiro. Embora não se tenha muitos detalhes ainda, eles comentaram que pareceu mais exigente que sua escalada ao pilar Cesen do K2. Perigosa devido à rochas soltas e à queda delas.

Élcio Douglas Ferreira realizou a ascensão do cume do Aconcágua em seis dias sem auxílio de mulas ou carregadores e sem aclimatação prévia.
Ele ainda foi um pouco mais além, subindo boa parte do caminho de bermuda e camiseta, exceto no dia de ataque ao cume, aonde utilizou uma salopete e uma camiseta, além das botas de trekking, não utilizando botas duplas como a maioria dos andinistas. Élcio é um montanhista muito conhecido pela serra paranaense por suas ascensões e travessias ultra rápidas e também demonstrou que seu estilo ultra leve e rápido foi eficaz também nas grandes altitudes. Ele já tinha estado na Bolívia em anos anteriores, realizando diversas ascensões, entre elas a do Nevado Illimani.

O garoto norte-americano Jordan Romero, com apenas 11 anos de idade, bateu o recorde de idade nesta montanha. Houve uma grande controvérsia devido a ele possuir somente a permissão de um juiz de seu país natal. Como os menores de 14 anos não estão autorizados a realizar a ascensão da montanha, requereu a permissão a um juiz argentino e este o concedeu. Ao completar os 9 anos, em 2006, pediu como presente de aniversário escalar os 7 cumes. Além do Aconcágua já subiu o Elbrus e o Kilimanjaro.

Os porteadores argentinos Leo Inki Miranda e Ariel de Carlantonio tiveram tempo livre e rumaram para o Norte da colossal montanha, a Cordilheira dos Penitentes. Afirmaram que é similar à Cordilheira Real da Bolívia. Ali escalaram o majestoso Cerro La Mano de 5.426 metros. Passaram a rimaya e subiram por uma canaleta de 400 metros e 55º de inclinação, os últimos metros muito expostos com grau IV+. No cume encontraram um documento da escalada anterior, datado de 15 de janeiro de 1982.

O francês Francois Bon fez uma aproximação de 11 dias em condições invernais. Subiu ao cume e em seguida desceu de parapente e esquis (speed flying) a Parede Sul. Foram 4 minutos e 50 segundos de adrenalina pura para os 1.000 metros de desnível. Ele desceu também desta maneira o Mont Blanc e o Eiger.


Por Redação AltaMontanha

Publicidade:


Publicidade

Publicidade