Queimada em Andradas é controlada - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Na Pedra do Elefante

Queimada em Andradas é controlada

Fogo que se extendia desde sexta feira foi controlado e apagado por chuva hoje.

Fonte: Samambaiando

Por Alexandre Pastre Gonçalves

O fogo que se alastrava pela Serra do Pau D´Alho, onde ficam os morros do Elefante, Boi e do Pantano, foi controlado por uma equipe de voluntários e Corpo de Bombeiros de Poços de Caldas por volta das 17 horas desta segunda-feira, 20.

O vento e a vegetação seca , foram catalisadores do efeito inflamável e para o alcance do prejuízo ambiental iniciado na última sexta-feira, 17. Durante a última madrugada, um grupo de voluntários ficou nas imediações até às 3h30, mas o fogo seguia por diversos pontos. Moradores do bairro tentavam controlar as chamas para tentar salvar o gado - para alguns sua única fonte de renda.

O coordenador da equipe da Secretaria de Obras da Prefeitura que combateu as labaredas, Sinésio Gonçalves, disse que o vento e o relevo acidentado dificultaram o andamento do trabalho. "Desde moleque faço esse tipo de trabalho e nunca vi um incêndio tão difícil de controlar como este", relatou.

O servidor público ainda destacou o empenho de 60 pessoas no combate ao fogo, inclusive porque um caminhão-pipa não chegaria ao local e bombas foram utilizadas em minas da serra para irrigar áreas afetadas. A serra também é conhecida pela presença de animais peçonhentos, como cascavéis.

A chuva ainda completou o trabalho no fim da tarde. "Deus foi tão generoso com nosso trabalho que trouxe essa chuva abençoada."

De acordo com dados da estação metereológica do Pico do Gavião, duas ocorrências de pluviosidade foram registradas no município nos últimos 64 dias.

Ocorrências até na área urbana

O coordenador da equipe que combate incêndios em Andradas ressalta o aumento da periodicidade das queimadas no município. De acordo com ele, somente ontem, quatro ocorrências, três delas na área urbana, exigiram um ritmo de trabalho que seguiu até às 22h30.

"Quando cheguei em casa às 19 horas e imaginei que tudo tinha acabado fui chamado para outra ocorrência", disse.

O problema é comum a outras regiões brasileiras. A quantidade de queimadas em 2010 é a maior em três anos. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), até a última quinta-feira, o País acumulava desde o início do ano cerca de 72 mil focos de fogo. Em 2009, foram 26,2 mil e, em 2008, 44,7 mil.

Fonte: Samambaiando

Publicidade:


Publicidade

Publicidade