Yan Ouriques fala sobre o Campeonato Brasileiro de escalada 2010 - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Luciano Fernandes entrevista

Yan Ouriques fala sobre o Campeonato Brasileiro de escalada 2010

Neste ano de 2010 haverá somente uma etapa do Campeonato Brasileiro de Escalada Esportiva.

Fonte:

Por Luciano Fernandes

A notícia é bem triste, especialmente para um campeonato que a 4 anos atrás tinha mais de 4 etapas, e um encerramento apoteótico na cidade de São Paulo.

Porém, o lado positivo de um campeonato em etapa única, é a expectativa de muitas emoções e a possibilidade NULA de qualquer erro de qualquer escalador que pretende ser campeão. O que apimenta ainda mais este campeonato.

Tão logo fiquei sabendo da realização deste campeonato, fui procurar o gerente da Academia Rokaz para falar sobre o evento.

O mineiro Yan Ouriques foi extremamente educado e solícito para responder todas as perguntas sobre o campeonato e a sua realização.

Confiram abaixo a entrevista que Yan Ouriques cedeu para o Blog de Escalada e AltaMontanha.com.

1 - Hoje a academia Rokaz é sem dúvida uma das melhores academias do Brasil, e já aparece até mesmo em filmes como "E as Vias da Lapinha". Qual o segredo?


A Rokaz dá certo porque trabalhamos dia e noite para atender melhor nosso cliente, quem escala aqui vê no dia a dia que sempre estamos fazendo algo para aprimorar os serviços.

Melhorar a experiência de escalar indoor e apresentar para novas pessoas este universo maravilhoso das montanhas pelo qual somos eternamente apaixonados, desde a base do boulder até o cume da alta montanha.

Estamos vivendo nosso sonho e assim fica fácil levar mais pessoas a participar.

2 - Yan, como surgiu a iniciativa de realizar o campeonato Brasileiro de escalada na sua academia Rokaz?


Sempre fui fã das competições, a minha primeira competição de escalada foi com apenas 3 meses ou melhor 12 domingos de Lapinha, porque naquela época só escalávamos na pedra aqui em Minas Gerais, não tínhamos academias como a 90º de Sampa.

Apesar do frio na barriga e da tremedeira, achei o máximo.

Aquele tanto de escalador junto no mesmo lugar.

Daí participei e ganhei alguns mineiros, fui para brasileiros e pan-americanos,sempre foi muito divertido e enriquecedor.

Então o melhor a ser feito é contribuir para que esta chama não se apague no
Brasil.

O histórico dos últimos anos não tem sido muito bom.

Em 2008 quando inauguramos a Rokaz ainda não tínhamos "know-how" para organizar um brasileiro, e em 2009 não conseguimos uma data junto a CBME.

Este ano para nossa alegria finalmente vai acontecer.

3 - Como você visualiza o fato de que em 2010 o campeonato brasileiro de escalada terá etapa única?


Os campeonatos no Brasil tinham uma função muito importante a 10, 15 anos atrás, era praticamente o único meio que se tinha contato próximo com os escaladores de todo o país.

Éramos poucos e todos queriam se conhecer, hoje você não precisa ir a um campeonato para saber das vias novas, dos casos, fazer amigos. acredito que por isso eram tão cheios de atletas.

Atualmente somos tantos que estamos mais preocupados em não achar ninguém na pedra do que conhecer mais escaladores.

Também havia o sonho de se profissionalizar, conseguir patrocínios, viver de treinar e escalar, é claro se o mercado continuasse crescendo naquele ritmo frenético, como na segunda metade da década de noventa, como esse não foi o caso e a internet chegou, nos encontramos onde estamos agora.

Poucos dão importância ao brasileiro, tanto atletas como empresas e ainda não conseguimos arrumar uma nova função para o "brasileirão".

Se quebrarmos o ciclo de alguma maneira seja com a presença de muitos competidores ou com um investimento continuo por parte das empresas, o campeonato passa a ter importância novamente.

Se os melhores do Brasil estiverem lá, as empresas precisaram disputar esta oportunidade e se começarmos a fazer campeonatos melhores, que dêem as competidores algo que eles queiram, também acredito que voltaremos para um bom caminho.

Para concluir acredito que o fato de termos uma etapa em 2010 e não passar em branco é muito importante.

4 - Você acredita que este ano todos os grandes nomes da escalada brasileira estará presenta ao campeonato brasileiro?


Acredito que teremos mais atletas que nas últimas edições, o fato de ser uma etapa única é interessante, uma viagem só, escalou bem, deu "sorte" leva o caneco.

Este é um elemento novo que está em jogo, sem falar que ninguém está treinando para campeonato, então todos serão escaladores de pedra em condições iguais.

5 - No campeonato do Rio de Janeiro teve a novidade de transmissão ao vivo pela internet, haverá o mesmo na Rokaz?


Inicialmente não pensamos nesta possibilidade, mas vamos dar uma sondada e avaliar as possibilidades, seria ótimo!

6 - Quem será o route-setter da competição?

Nosso parceiro Belê é claro.

No mineiro 2008 e 2009, e nos RokazBloc 2008, 2009 e 2010 ele proporcionou linhas incríveis para os participantes e para o público, foi um show atrás do outro.

7 - Quais categorias existirão para os interessados? Haverá premiação além dos troféus?

Categorias iniciante, amador e "pró".

No iniciante teremos 8 vias de top rope com graus de quarto a sétimo e vai ser no esquema de festival.

No amador teremos 3 vias guiadas de vão variar entre sexto e 7C.

No "Pró" o grau vai depender dos presentes mais devem ser 3 vias entre 8B e 9C para os homens, já com relação as mulheres vamos aguardar as inscrições para definir o grau.


8 - Quais foram os patrocinadores que se interessaram em patrocinar esta etapa única do campeonato brasileiro?


A Conquista Montanhismo que sempre esteve conosco em todos os eventos e que claramente colhe os frutos do apoio, a marca é muito conhecida e procurada em Minas.

Mas também temos apoios: Coca-cola (I9), Futura express (gráfica rápida), Ideograma da Luz (quick- massage) e RedBull.

9 -Houve algum tipo de hesitação de algum patrocinador para este campeonato de escalada (não precisa citar nomes)?

Conseguimos a data muito em cima da hora e não tivemos tempo para trabalhar na prospecção junto a muitas empresas, e em cima da hora ninguém tem possibilidade no orçamento...

10 - Caso algum atleta esteja interessado em participar, como ele deve proceder?

É só ligar na Rokaz (31 2535-9800) para fazer a inscrição, vamos limitar as vagas como temos feitos nos nossos últimos eventos, e todos lotaram, acredito que apenas para o Pró não devemos ocupar todas as vagas.

Os números de vagas serão anunciados durante esta semana no blog da Rokaz.

Lembrando que para as categorias "pró" (máster) e amador é necessário que o atleta seja filiado à federação do seu estado e a inscrição vai ser encerrada 3 dias antes do campeonato.

11 - Para o ano de 2011 acredita que haverão mais etapas de campeonatos em nível nacional como este em Belo Horizonte?

Vou conversar com as outras academias para tornarmos os campeonatos que fazemos isoladamente em um ranking, principalmente os de boulder que têm mais força e êxito atualmente.

De qualquer forma o brasileiro de via está confirmado na Rokaz para 2011 nem que seja etapa única novamente.

12- Próximo a Belo Horizonte está localizado a "Meca" da escalada brasileira que é a Serra do Cipó. Há algum "super encontro" programado para os atletas por lá?

Não existe nada no cronograma, principalmente porque estamos em época de chuva e a ida na rocha é sempre uma incógnita nestes tempos.

Mas com certeza no dia seguinte do campeonato uma aglomeração de uns 50 escaladores deve "rolar" em algum dos muitos picos que temos perto de Belo Horizonte, Cipó, Rod, Antão e Pedra Branca, ou boulder em Conceição, Piedade, Sabará, Caeté...

Publicidade:


Publicidade

Publicidade