Keppke e Raineri já saíram da montanha e estão em Lobuche - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Retorno para casa

Keppke e Raineri já saíram da montanha e estão em Lobuche

O retorno da Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar para o Brasil já começou. Hoje (30/05) os brasileiros saíram do Campo Base e chegaram a Lobuche (4.930 metros de altitude)

Fonte:

Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke mal tiveram tempo para comemorar a conquista do Monte Everest (8.850 metros de altitude). A descida teve que ser cuidadosa, porém rápida. Foram 17 horas de subida no dia do ataque ao cume e mais oito horas para chegar ao C4 (8.000 metros) para o primeiro descanso após o cume.

A dupla, acompanhada dos sherpas, dormiu muito pouco e mal amanheceu desceram diretamente para o Acampamento Base Avançado (6.400 metros), embalaram os equipamentos (que havia subido por etapas) e todos desceram bastante carregados trazendo a carga completa nas costas e atravessar a Cascata de Gelo do Khumbu.

Para Rodrigo a estratégia, apesar de muito cansativa, "foi a melhor porque chegando no Campo Base pudemos desmanchar rapidamente o acampamento inteiro e assim conseguimos os iaques suficientes para despachar nossa carga para Lukla. Nosso receio era o de que se demorássemos teríamos dificuldade para conseguir os iaques para descer o material".

"Estamos bastante cansados porque desde o início da subida (26/05) o Du e eu praticamente não dormimos. Agora estamos em Lobuche que é bem perto do Campo Base e daqui seguimos caminhando direto até Namche Bazar. Dormiremos lá e seguiremos para Lukla de onde sai o vôo para Katmandu. Acho que vamos conseguir começar a descansar só lá em Katmandu!", comentou Raineri.

"Queremos pedir desculpas para todos pelas poucas notícias após o cume. Mas a comunicação está bem difícil porque nosso gerador quebrou e optamos por tentar voltar ao Brasil o mais rápido possível, a saudade está brava!!! Mas, em breve, colocaremos muitas fotos no site!".

Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke realizaram sua escalada pela Face Sul (Nepal). Rodrigo faria sua investida ao topo do mundo sem utilizar cilindros de O2 suplementares, mas por segurança optou por subir com os cilindros, do mesmo modo que seu parceiro, o médico Eduardo Keppke. Ambos foram acompanhados por climbing sherpas.

A Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar tem o patrocínio de Wizard e Snake, apoio de Lenços Presidente, Cia. Athletica e Grade 6.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade