Americanos presos há dois anos são soltos no Irã - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Fim da polêmica

Americanos presos há dois anos são soltos no Irã

Dois americanos que estavam presos no Irã há dois anos por acusação de espionagem foram soltos nesta quarta-feira, após pagamento de fiança, segundo a mídia estatal iraniana.

Fonte: BBC Brasil

Shane Bauer e Josh Fattal haviam sido condenados a oito anos de prisão, após terem sido presos em 2009, depois de terem cruzado a fronteira do Iraque com o Irã.

A sentença de oito anos contra a dupla, que dizia estar apenas fazendo uma caminhada pela região, foi dada no mês passado.

De acordo com o Judiciário do Irã, a fiança para cada um dos americanos detidos foi fixada em 5 bilhões de rials (cerca de R$ 684 mil).

A dupla deverá ser transportada para um terceiro país, Omã, que também teria auxiliado na resolução de ´´um problema de ordem menor´´, relativo ao pagamento da fiança dos americanos, segundo o advogado deles, Masoud Shafi.

De acordo com relatos de fontes diplomáticas, o carro que levou a dupla da prisão para o aeroporto pertencia ao governo de Omã.

´Gesto humanitário´

Dias antes da libertação, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, havia dito, em uma entrevista, que a libertação dos americanos era um gesto humanitário.

Pouco antes da libertação, oficiais da embaixada da Suíça, que representa os interesses americanos no Irã, foram vistos chegando à prisão de Evin, onde estariam os detidos.

Bauer e Fattal disseram reiteradamente que haviam entrado no Irã acidentalmente após terem cruzado a fronteira mal sinalizada entre Irã e Iraque.

Uma terceira americana, Sarah Shourd, que havia sido detida junto com eles, foi solta no ano passado por razões humanitárias e regressou aos Estados Unidos. Ela não chegou a regressar ao Irã onde seria julgada.

Os três foram presos em julho de 2009, após terem viajado para região do Curdistão iraquiano, para uma semana de férias. Eles foram parados por soldados iranianos e informados que estavam em território iraniano.

A libertação dos americanos acontece um dia antes do discurso do presidente Mahmoud Ahmadinejad na Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

Fonte: BBC Brasil

Publicidade:


Publicidade

Publicidade