Depois de escalar o Shishapangma, Maximo embarca para o Ama Dablan - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Pela terceira vez!

Depois de escalar o Shishapangma, Maximo embarca para o Ama Dablan

É a terceira vez que Maximo irá escalar o Ama Dablan

Fonte: Redação

Recém chegado do Shishapangma, a décima quarta montanha mais alta do mundo, o montanhista meio brasileiro meio argentino Maximo Kausch está agora embarcando para mais um desafio: Escalar o Ama Dabla, montanha de 6812 metros, localizada no Nepal,  pela terceira vez!

O Ama Dablam foi a primeira montanha que Maximo escalou no Himalaia, em 2004. Naquela ocasião, ele contratou o serviço mais básico da expedição mais barata da montanha e contrariando a opinião dos montanhistas mais famosos e experientes que ali estavam, Maximo conseguiu fixar cordas e liberar o trecho mais difícil da escalada sozinho, abrindo caminho para outras expedições pudessem fazer cume.

Esta experiência de 2004 impressionou o dono da SummitClimb, empresa americana que presta serviços no Himalaia, Dan Mazur. Dan, anos mais tarde contratou Maximo que hoje é um dos melhores líderes de expedição da empresa. No ano passado, no mesmo Ama Dablam, Maximo conseguiu liderar a expedição com a maior taxa de sucesso no Himalaia, isso de acordo com os dados de Miss Hawley.

Guiar no Ama Dablam não é nada fácil, apesar da montanha já ser bem conhecida. O Ama Dablam é a montanha com rota normal mais difícil do vale do Khumbu, que é onde fica o Everest.

Maximo já esteve em várias montanhas do Himalaia, como o Lhotse, Gasherbrum II, Hidden  Peak, Cho Oyu e agora o Shishapangma, onde ele fez o cume Central. Apesar de não ter nascido no Brasil, ele se criou, se alfabetizou e mais importante, aprendeu a escalar aqui.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade