Atravessando os Andes argentinos de bike - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Jorge Kaiser na Ruta 40

Atravessando os Andes argentinos de bike

O montanhista/ciclista Jorge Kaiser começará nas próximas semanas a encarar um desafio que até hoje nenhum brasileiro realizou: Atravessar de cabo a rabo a Ruta 40, estrada que serpenteia os Andes da Argentina da Fronteira com a Bolívia até a Terra do Fogo. Além da pedalada, Jorge irá escalar montanhas.

Fonte: CLIMB Arcos

A ruta 40 é uma daquelas obras de governos visionários que ligam o nada à lugar nenhum. Mesmo cruzando a Argentina do extremo norte ao Sul, ela corta as regiões menos habitadas do continente e exatamente por isso, dá acesso à algumas das mais belas paisagens dos Andes.

A rodovia, que começou a ser construída em 1935, percorre 5.224 km: começando ao nível do mar, atravessa 20 parques nacionais, 18 importantes rios, conecta 27 passos de montanha na cordilheira e sobe a 5.000 metros de altitude na Abra del Acay em Salta. Ela cruza 11 províncias: Santa Cruz, Chubut, Rio Negro, Neuquén, Mendoza, San Juan, La Rioja, Catamarca, Tucumán, Salta e Jujuy e o mais importante, ao longo de seu percurso passa por centenas de milhares de montanhas dos Andes.

Por conta de todos estes fatores, o paranaense Jorge Luiz Kaiser, residente no município gaúcho de Canoas, pretende cruzar a rodovia em toda sua extensão e ainda escalar montanhas do caminho, se tornando o primeiro brasileiro a realizar tal façanha.

Jorge Kaiser é montanhista e trabalha com bicicletas, ele cursa Geografia e tem estreita relação com esportes de aventura e com a natureza. Vamos conhecer um pouco mais sobre este excêntrico esportista e seu ousado projeto.
 
AltaMontanha: Jorge, conte mais sobre suas experiências de aventura?

Jorge Kaiser: Participei de competições de ciclismo entre 1996 e 2005, tendo participado de voltas ciclísticas internacionais na categoria elite. Em 2005 realizei uma viagem de bicicleta entre Porto Alegre e Foz do Iguaçu via Argentina, totalizando 1.100 km. Entre 2004 e 2011 realizei diversas expedições de Trekking e Mountain Bike, inclusive guiando grupos na Região dos Aparados da Serra e Serra Geral. Realizei três expedições ao Monte Aconcágua (6.962m), na Cordilheira dos Andes nos anos de 2006, 2007 e 2008.
Em 2006 e 2008 escalei o Cerro Santa Elena (4.200m), na fronteira da Argentina com o Chile, também na Cordilheira dos Andes. Em 2007 atravessei o Passo de Los Libertadores (3.200m), nos Andes Argentinos, de bicicleta. Em 2010 cheguei ao cume do Monte Negro (1.403m), ponto mais alto do Rio Grande do Sul, também de bicicleta. Em janeiro de 2011 realizei a Expedição Lagoa dos Patos em Sete Dias de Bicicleta, aonde percorri 865 km ao redor de toda a Lagoa solo.
 
AM:  Por que escolheu como destino percorrer a Ruta 40

JK: Escolhi realizar a travessia de toda a mítica Ruta 40 pela proximidade que ela tem com os Andes, assim poderei unir dois esportes apaixonantes, o ciclismo e o montanhismo. A Ruta 40 atravessa regiões inóspitas, variações de terrenos, altitudes elevadas, clima e regiões diferentes e isso me fascina muito!!! Em minha opinião a travessia de toda a Ruta 40 de bicicleta e a escalada de suas montanhas vizinhas podem ser consideradas como um dos maiores desafios esportivos do mundo.
 
AM:
Você fará tudo de uma só vez, ou percorrerá a estrada em etapas?

JK: Irei realizar a travessia em três expedições, em períodos distintos, a 1ª expedição que iniciarei a partir do dia 13 de novembro será realizada na região central da Ruta 40, irei percorrer aproximadamente 1500km entre Mendoza e San Martin de los Andes. Ainda nessa expedição realizarei um trekking na região do Aconcagua e tentarei escalar o vulcão Lanin 3776m já na Patagônia.
Na 2ª expedição percorrerei a Ruta 40 de San Martin de los Andes até cabo Virgens, no extremo sul da Argentina e na 3ª expedição percorrerei a Ruta 40 de La Quiaca no extremo norte da Argentina até Mendoza, finalizando assim, a travessia dos 5200km desta incrível estrada.
Durante todas expedições, pretendo realizar escaladas de montanhas próximas a Ruta 40.
 
AM: Como está sendo feito seu treinamento

JK: Em relação ao treinamento, posso dizer que venho me preparando desde outubro do ano passado, quando comecei a me preparar para a Expedição Lagoa dos Patos em Sete Dias de Bicicleta, que realizei em janeiro deste ano, realizando toda a circunferência da lagoa 865km em sete dias. Esta expedição serviu para eu adquirir ainda mais experiência em viagens solo de bicicleta, em maio deste ano comecei a intensificar meus treinamentos, percorrendo em média 500km de bicicleta semanais, divididos em treinos por estradas de asfalto durante a semana e estradas de terra nos finais de semana, incluindo longas subidas. Além de pedalar, costumo realizar trekking longos, o que serve para melhorar meu condicionamento para a aproximação das montanhas que irei escalar.
 
AM: Como é sua bike, quais adaptações você fez para poder percorrer o caminho?

JK: Bom, a bicicleta que irei utilizar na travessia é uma típica mountain bike, super equipada para este grande desafio, construí um bagageiro traseiro muito resistente, onde será acoplado os alforjes impermeáveis. A bike conta ainda com uma boa suspensão dianteira, muito importante para os longos trechos de rípio da Ruta 40. Bolsa de guidão impermeável, bagageiro dianteiro, pneus mistos para enfrentar a variação de terrenos (asfalto, rípio). No que se refere à tecnologia, a bicicleta conta com dois ciclocomputadores e um aparelho muito importante GPS Satellite Messenger Spot, a configuração completa da bicicleta pode ser visualizada através do link http://ruta40debicicleta.blogspot.com/p/bicicleta.html.

Conheça mais:

Site da expedição Ruta 40 de bicicleta

Publicidade:


Publicidade

Publicidade