Raineri e Keppke enviam fotos do cume do Everest - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Dupla chega ao Brasil no próximo sábado

Raineri e Keppke enviam fotos do cume do Everest

A dupla de brasileiros que acabou de conquistar o cume do Monte Everest (8.850 metros de altitude) desembarcará no Aeroporto Internacional de Guarulhos depois de dois meses fora de casa

Fonte:

Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke continuam sua caminhada para retornar ao Brasil. Hoje (02/06) a dupla chegou a Lukla de onde voam, amanhã (03/06), para Kathmandu, a capital do Nepal.

A chegada ao Brasil que seria na segunda semana de junho foi antecipada e os alpinistas chegam sábado (07/06) às 06h10 no aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP).
Quando saíam de Namche Bazar (capital sherpa), Du Keppke e Rodrigo Raineri comentaram que “estamos bastante cansados, perdemos muito peso e desde a investida ao cume não tivemos nenhum dia para descansar. Mas estamos muito felizes com o resultado da expedição e não vemos a hora de pisar em solo brasileiro, ir para casa”.

Rodrigo Raineri embarcou para o Nepal no dia 14 de março para finalizar os detalhes da expedição. Eduardo Keppke foi no dia 28 de março. Extravio de bagagem, dificuldade para conseguir o permit de escalada, e o cerceamento de liberdade na montanha por causa da tocha olímpica que chegou ao topo do mundo pela Face Norte (Tibet) foram alguns dos obstáculos enfrentados nesta temporada.

Rodrigo Raineri tinha como objetivo escalar a montanha mais alta do mundo sem utilizar cilindros de O2 suplementares. Por causa dos fortes ventos e da baixa temperatura ele decidiu, por uma questão de segurança, fazer a investida com os cilindros. Eduardo Keppke que já escalou cinco dos sete cumes mais altos dos continentes tinha optado, desde o início da expedição, pelo uso de O2.

Rodrigo e Du Keppke entraram para um seleto grupo de montanhistas brasileiros que já chegaram ao topo do mundo: Ana Elisa Boscarioli, Vitor Negrete, Mozart Catão, Irivan Burda e Waldemar Niclevicz. Todos eles fizeram a escalada com uso de cilindros de oxigênio. Em 2006 Vitor Negrete chegou ao cume do Everest sem usar oxigênio suplmentar, mas faleceu na descida, a 8.300 metros, no Acampamento 3.

A Expedição Everest 2008 Sem O2 Suplementar tem o patrocínio de Wizard e Snake, apoio de Lenços Presidente, Cia. Athletica e Grade 6.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade