Irivan e Bonga fazem cume no Fitz Roy - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Pelo Pilar Casarotto

Irivan e Bonga fazem cume no Fitz Roy

A dupla de escaladores paranaense Irivan Burda e Marcelo Santos, o “Bonga”, fizeram cume no cerro Fitz Roy, na Patagônia argentina, escalando pelo Pilar Casarotto.

Fonte: Pataclimb.com

A temporada de escaladas na Patagônia deste ano está muito boa, com vários cumes, mas também alguns problemas. Polêmicas a parte, as seguidas janelas de bom tempo possibilitaram enxurradas de ascensões a montanhas e os brasileiros estão aproveitando a oportunidade.

Os paranaenses Irivan Burda e Marcelo Santos, recentemente escalaram o Fitz Roy por uma rota menos usual: “A Mate, porro y todo lo demás”, localizada no Pilar Casarotto. Bonga já havia escalado esta via em 2008, mas naquela oportunidade não fez cume no Fitz Roy.

Pilar Casarotto

O Pilar Casarotto é uma agulha colada no Fitz Roy que tem cerca de 900 metros de altura. Ela recebe este nome porque foi primeiramente escalada pelo alpinista italiano Renato Casarotto, falecido no K2 na década de 1990.

As rotas do Pilar são de grande dificuldade técnica. “A Mate Porro y todo lo demás”, alcança um grau de até 6c, que na graduação brasileira dá um 7b.

Não temos informações detalhadas sobre esta escalada. Mas possivelmente a dupla após atingir o cume do Pilar seguiu até o topo do Fitz pela rota original de Casaroto, que adiciona cerca de 400 metros a mais de escalada. No total, a via percorrida por Irivan e Bonga deve ter chegado na alçada dos 1300 metros.

A dupla

Irivan e Bonga são experientes montanhistas de Curitiba. Em 2001, em expedição liderada por Waldemar Niclevicz foram uns dos responsáveis pela escalada do Trango Tower, no Paquistão. Irivan também é um dos brasileiros com mais cumes em montanhas de 8 mil metros, já tendo realizado cume no Everest, Lhotse e Makalu.

Fonte: Pataclimb.com

Publicidade:


Publicidade

Publicidade