Waldemar Niclevicz já Alcançou o C2 do Annapurna - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Himalaia

Waldemar Niclevicz já Alcançou o C2 do Annapurna

O Montanhista paranaense Waldemar Niclevicz mandou noticias da expedição à montanha de 8 mil metros mais perigosa do mundo.

Fonte: Redação

A expedição de Waldemar Niclevicz já estabeleceu um acampamento 2 nas encostas do Annapurna,décima montanha mais alta do mundo com 8091 metros de altitude, localizada no Nepal.

Niclevicz faz parte de uma expedição internacional liderada pelo experiente montanhista espanhol Carlos Soria, de 72 anos de idade. Neste momento, ele se encontra descansando no acampamento base da montanha, após ter passado três noites no Acampamento 1, a 5100 metros de altitude e duas no 2, a 5700.

As dificuldades até então tem sido climáticas, como relata Waldemar:

É praticamente inacreditável, cada amanhecer revela um céu absolutamente azul, o sol brilha forte em uma manhã praticamente sem vento, o Annapurna parece inofensivo e nos convida a superar as suas encostas. Mas logo após ao meio dia, quase que precisamente às 14 horas, nuvens rapidamente tomam conta do ambiente, começa a nevar, e mais para o final da tarde, trovões rebatem sobre as montanhas me trazendo um grande desconforto. A neve segue a cair até às 18, 20 ou 22 horas. Praticamente todos os dias da última semana foram assim, seja quando estive no acampamento 1, ou no acampamento 2.

Apesar das encostas estarem repletas de neve, a equipe tem trabalhado na abertura da rota a caminho do acampamento 3. De acordo com Waldemar, o risco que eles estão correndo é de enfrentar avalanches:

A quantidade de neve vai se tornando com o passar dos dias um grande problema, abrir caminho se torna ainda mais cansativo e aumenta o risco das avalanches. Na primeira noite que passei a 5.700m, nevou pelo menos uns 30cm. Parece exagero, mas não é. De noite tive que sair duas vezes para fora da barraca, para remover com a pá o excesso da neve que aos poucos ia aprisionando a barraca.

A equipe de Waldemar pretende nos próximos dias estabelecer o acampamento 3 a 6600 metros de altitude. Além deste, outro Acampamento será estabelecido numa altitude superior a 7 mil metros.

Waldemar tem total consciência do perigo que é enfrentar o Annapurna, considerada a montanha mais perigosa do mundo, por ter sido a montanha que vitimou montanhistas em termos relativos (quantidade de gente que tentou escalar dividido pelo total de óbitos). O Annapurna tem um índice maior que montanhas mais famosas, como o K2 e o Everest.

O Annapurna é uma das montanhas mais difíceis e perigosas do mundo, e merece todo o respeito. Tanto a equipe do Dawa quanto a nossa possuem alpinistas experientes e de renome. A melhor forma de realizar a escalada é unir esforços e traçar uma estratégia em comum, com o intuito de garantir o êxito e minimizar os riscos. É assim que eu e meus amigos espanhóis pretendemos escalar o Annapurna, sem pressa e com a máxima consciência de nossos atos. Finaliza Waldemar Niclevicz.

::Visite o site de Waldemar Niclevicz

Publicidade:


Publicidade

Publicidade