Portugal volta a cobrar 150 Euros para entrada em parques nacionais - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Perigoso presedente

Portugal volta a cobrar 150 Euros para entrada em parques nacionais

Na próxima quarta-feira, 25 de Abril, haverá manifestações pela liberdade de usufruir dos parques portugueses, onde voltaram a ser exigidos 152 euros para caminhadas.

Fonte: Sapo.pt

Pela liberdade nos parques naturais geridos Estado Português, grupos de montanhistas vão juntar-se nas áreas protegidas da Peneda-Gerês e da serra de Aires e Candeeiros para contestar à exigência do pagamento de uma taxa de 152 euros a quem pretenda organizar caminhadas nos parques naturais do Estado.

Com o mote "A natureza é de todos", o protesto de quarta-feira reacende a polêmica levantada em Outubro de 2009, quando da aprovação da portaria 1245/2009, que estabelecia as taxas a pagar por serviços prestados pelo ICNB, órgão que administra os parques portigueses, e que impunha o pagamento de 200 euros por "declarações, pareceres, informações ou autorizações de atividades de visitação".

Muita contestação e uma manifestação depois, o Governo de então voltou atrás e fez publicar, em Março de 2010, uma nova versão da portaria, que, consideraram todos os praticantes de atividades de montanha, qual resolvia a questão ao excluir do seu âmbito o acesso e a visita aos parques. Mas não é essa na interpretação da lei feita pelo ICNB.

Os praticantes de montanhismo não estão contra a necessidade de pedir autorização para visita a áreas mais sensíveis dos parques. O problema é que, pelo pedido, que até pode ser recusado, se pague mais de 150 euros. Um preço exigido a grupos que andam a pé e que é dez vezes superior ao que os automóveis, com a sua carga poluente e sem necessidade de qualquer autorização, pagam no Verão para atravessar a mata da Albergaria, uma das áreas de proteção integral da Peneda-Gerês.

BRASIL

No Brasil, uma série de projetos de lei se encontram em tramitação que atingem diretamente a prática de montanhismo, cujo teor tende a dificultar o acesso às trilhas, montanhas, cavernas e outros monumentos naturais. Confira em " Projetos de Lei que atingem o montanhismo"
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade