Visto impede brasileiros de escalar no Paquistão - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Burocracia

Visto impede brasileiros de escalar no Paquistão

Marcelo Delvaux e Maximo Kausch estavam de mochilas prontas, mas a demora do governo do Paquistão em ceder vistos para estrangeiros jogou água fria no plano dos montanhistas.

Fonte: Redação

O mineiro Marcelo Delvaux é um dos brasileiros mais experientes no montanhismo de altitude. Ele estava se preparando para fazer uma dobradinha nas montanhas do Karakoram, no norte do Paquistão, com planos de escalar o Gasherbrum I (8068 metros) e Gasherbrum II (8035). Já Maximo Kausch estava com clientes para guiar uma expedição comercial ao Broad Peak (8047 metros).

Os planos poderiam ser realidade se o governo do Paquistão não estivesse limitando a presença de estrangeiros no país. Desde 2001, o Paquistão se viu no centro dos problemas da Guerra ao Terror. Vizinho do Paquistão e do Irã, a população e as autoridades paquistanesas são simpáticas à ideologia religiosa talibã. O país, que não é fechado como seus vizinhos, foi palco de diversos conflitos, sendo que a morte de Osama Bin Laden em Abbotabad, próximo da capital Islamabad escancarou este problema.

O governo não deu uma nota oficial sobre os motivos que o levou a limitar a cessão de vistos, mas é notável que esta política está atrapalhando os montanhistas. Apesar de ter 5 das 14 montanhas com mais de oito mil metros, o Paquistão não consegue viabilizar uma economia que gire em torno do montanhismo, como ocorre em outros países.

Outro brasileiro que tinha planos de ir ao Paquistão este ano era Waldemar Niclevicz, que assim como Maximo ia escalar o Broad Peak. Waldemar desistiu pela falta de patrocínio. A amazonense Cleo Weidlich também afirmou que iria escalar no Paquistão, mas não disse em que pé está sua obtenção de visto.

O prazo para que Delvaux e Kausch confirmem sua participação em suas respectivas expedições está finalizando. Se não conseguirem o visto, provavelmente eles mudarão suas planos para aproveitar as montanhas dos Andes.     

Publicidade:


Publicidade

Publicidade