Cientista chinês adiciona mais 3 cumes na lista dos 8 mil metros - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
14 ou 17 montanhas?

Cientista chinês adiciona mais 3 cumes na lista dos 8 mil metros

De acordo com o jornal argentino Los Andes de Mendoza, um cientista chinês concluiu que existem 17 montanhas com mais de 8 mil metros no mundo. Oficialmente se reconhece apenas 14.

Fonte: Los Andes

Das três montanhas citadas pelo jornal Los Andes, duas são cumes secundários de montanhas já bem conhecidas, o Shishapangma (localizado na fronteira Nepal x Tibet), com seu cume “Ocidental”  de 8008 metros e o Annapurna (localizado no Nepal), que teria em seu cume Leste a altitude de 8103 metros sobre o nível do mar. Além dos dois cumes, figura na lista o chamado “Monte Centro” de 8011 metros que fica na fronteira entre a China e a Caxemira. Este ultimo cume, localizado no Karakoram, não é citado como sendo um cume secundário de uma das 4 montanhas com mais de 8 mil metros daquela região. Seria ela uma montanha desconhecida até então?

Apesar do tema, que causa sensacionalismo, é possível que estes cumes, que não apresentam melhor descrição não sejam montanhas. Isso por que o conceito de montanha depende da proeminência de um cume em relação com sua base. Na geomorfologia, que é a ciência que estuda o relevo, uma montanha só é considerada como tal se tiver uma proeminência maior que 300 metros.

De acordo com este conceito, uma montanha que tem vários cumes, mas que os mesmos não apresentam desníveis entre si maiores que 300 metros, não são montanhas diferentes. Um caso clássico é o Shishapangma, que é uma montanha de vários cumes. O principal, no entanto, é o mais alto, no caso o Shishapangma Sul.

O jornal argentino não especificou qual foi a metodologia utilizada pelo cientista chinês para chegar a conclusão, nem mesmo citou onde foi publicada sua pesquisa.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade