Nova rota no Latok II - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Alpinismo extremo

Nova rota no Latok II

A temporada de verão no Karakorum começa com uma notícia impressionante, os franceses Mathieu Maynadier (nomeado para o Piolet d'Or em 2011, com sua ascensão com equipe a face sudeste do Lunag I), Bletton Antoine, Pierre e Sebastien Labbre Ratel (também nomeado para o 2011 Piolet d'Or) escalaram com sucesso o Latok II de 7.108m, abrindo uma nova rota na face sudoeste da montanha entre 2 de junho e 5 de junho. Com sua ascensão, eles estabeleceram a quinta rota até o cume.

Fonte: Revista Alpinist

 

Pressionados pelo mau tempo e condições adversas, a equipe francesa passou apenas uma noite aclimatando a 5.800m antes de recuar para o acampamento base no sábado, 2 de junho. No entanto, estimulados por uma previsão animadora, a equipe rapidamente se reuniu e partiram do acampamento no mesmo dia em que desceram. O grupo finalmente passou sua primeira noite organizando uma quantidade mínima de suprimentos abaixo do bergschrund do Latok II.
 
Em 3 de junho às 6 horas da manhã os franceses se preparavam para a escalada que se tornaria a via "Theoreme de la Peine" (2000m, M5, ED- francês). Acordo com o blog pessoal dos alpinistas "juntos escalaram os primeiros 500 metros" da parede rapidamente, o início da escalada foi descrita por eles como "Impressionante". A partir dali, eles fizeram uma travessia em um campo inclinado de neve a fim de chegar a um grande corredor. No entanto, na “hora H” os franceses foram forçados a bivacar na neve. Durante uma noite péssima, sentados diretamente sobre o gelo, a equipe cogitou recuar para o acampamento base pela manhã seguinte. Mas quando amanheceu o sol brilhou e os alpinistas decidiram continuar a escalada.
 
A equipe conseguiu escalar de uma só vez dois campos de neve fáceis e um trecho final misto, antes de chegar a última parede da rota, a parte mais técnica. Após mais de dezoito horas de escalada difícil, eles estabeleceram seu bivaque 2 a 6.800m, em um campo de neve já quase no topo da parede sudoeste do Latok II.
 
No terceiro dia, depois de doze horas de escalada, a equipe chegou a crista do cume acima dos 7.000m. Apesar de apenas 100 metros verticais separarem a equipe do cume sul, o mais alto, neve profunda ao longo da crista diminuiu a velocidade do time. Quatro horas mais tarde, todos os quatro alpinistas ficaram de braços abertos no alto de sua nova rota extrema. Festejaram muito rapidamente, pois precisaram começar a descer rápido, já encontrando o tempo começando a ficar adverso com o fim iminente de sua janela de tempo bom.
 
Um pouco sobre as rotas do Latok II
 
“Theoreme de la Pein” é a quinta via no segundo dos picos Latok. Em 1977, Don Arturo Bergamaschi empreendeu um ataque na face sudeste do Latok II. Embora Bergamaschi  só tenha chegado ao acampamento 5 estabelecido a 6.680m, foi o trio de companheiros Ezio Alimonta, Renato Valentini e Toni Mase que iria concluir a primeira ascensão. Cerca de vinte anos depois, uma equipe formada por Alex Huber, Tomas Huber, Conrad Anker e Gutsch Tony abriram a rota "Tsering Monsong" na face sudoeste. Enquanto Franz Fendt e Christian Schlesener escalaram uma nova rota, “Nomadu”, no estilo semi-alpino. Então, em 2009, uma equipe formada por Alvaro Novellon e Oscar Perez chegou ao cume através da crista noroeste. Perez foi ferido em uma queda durante a descida. Apesar dos esforços do Novellon, Perez morreu na montanha.
 

Publicidade