1ª escalada do Nanga Parbat pela Crista Mazeno - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Nanga Parbat

1ª escalada do Nanga Parbat pela Crista Mazeno

Os alpinistas britânicos Sandy Allan e Rick Allen escalaram o Nanga Parbat percorrendo os 10 quilômetros de crista Mazeno. Os dois alpinistas tornaram-se os pioneiros a realizar a façanha. Alcançaram o cume às 6:12 em 14 de julho.

Fonte: Dawn.com

"Esta crista em particular é uma lâmina de faca de 10 km de extensão, dividindo a Face Diamir excepcionalmente perigosa e a face Rupal da desafiadora montanha. Um alpinista precisa atravessar oito montanhas de 7.000 metros ou mais para tentar o Nanga Parbat por esta crista" diz Karrar Haidri, membro do conselho executivo do Clube Alpino Paquistanês em entrevista para o site Dawn. Uma equipe americana, que também foi tentar a montanha voltou derrotada, enquanto uma equipe tcheca ainda persiste no esforço de superar as adversidades.

O Clube Alpino Paquistanês descreveu a façanha de Sandy (Escocês) e Rick (Inglês) como "verdadeiramente extraordinária", porque todas as tentativas anteriores falharam em conquistar a crista Mazeno. Amparados por três sherpas nepaleses, os alpinistas bem-sucedidos tiveram Cathy O'Dowd da África do Sul como terceiro membro de sua pequena expedição.

Depois de estabelecer o acampamento base a 4.900 metros em meados de junho, e depois do período de aclimatação de costume, os alpinistas partiram pro ataque ao cume no dia 2 de julho. Eles encontraram obviamente condições climáticas desfavoráveis durante a investida, mas continuaram a empreitada.

Mantiveram o mundo informado sobre seu progresso através de mensagens no twitter e mensagens de telefone satelital. O mundo do montanhismo assistia com ansiedade, sabendo que o seu compromisso, a escalada extremamente difícil, representava um verdadeiro pesadelo para os aventureiros.

O blog deles reflete a ansiedade dos alpinistas. Eles observaram que conforme a expedição continuava ascendendo a crista, muito mais perigosa se tornava a escalada, tudo fez cada vez menos sentido como refazer seus passos na descida parecia ainda mais perigoso.

O Clube Alpino do Paquistão vai organizar uma conferência com a imprensa assim que a equipe retornar à Islamabad.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade