Nova Rota aberta por Holandeses no Puscanturpa Este - Perú - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Mais Europeus detonando na América do Sul!

Nova Rota aberta por Holandeses no Puscanturpa Este - Perú

Depois de viajar para o canto sudeste da Cordilheira Huaybuash no Peru, os alpinistas holandeses Bas Van Der Smeede, Elly Van Der Plas, Bas Visscher, Vincent Van Beek e Saskia Van Der Smeede, inauguraram uma nora rota na face norte de Puscanturpa Este de 5.410 metros, a rota foi nomeada “Poco Loco” (VI + /TD).

Fonte: Alpinist.com

O grupo chegou em Cajatambo e passou vários dias se preparando para a escalada, e desfrutando de uma festa local. Depois de uma viagem de dois dias, eles estabeleceram um acampamento base a 4.500 metros perto de Laguna Viconga, e começou a aclimatação escalando dois picos próximos de 5.000 metros. Quando a equipe se aproximou da face leste da montanha, descobriram que a neve e o gelo na base estavam em péssimas condições pra se escalar, muito podre. Originalmente inspirados pela escalada em 2007 da face leste por Pavle Kozjek e Kresal Grega, eles rapidamente revisaram seu plano, concentrando seus esforços na face norte, que era virgem até então.

Devido às perigosas colunas que pendem nos primeiros 100 metros verticais da face norte, a equipe decidiu iniciar a escalada pela rota eslovena de 2007, e depois atravessar de volta a face norte. Com ventos fortes e frio intenso, a equipe fez o seu caminho desde o início da via eslovena para a íngreme face norte. Pouco tempo depois o tempo começou a piorar, fazendo com que a equipe abortasse o ataque.

Em 30 de julho a equipe voltou com equipamento reduzido, prontos só pra bivacar, preparados para o quer que viesse pela frente em questão de clima. Depois de escalarem a primeira cordada, Elly Van Der Plas e Saskia Van Der Smeede recuaram devido aos ventos fortes causando frio cortante. O resto da equipe continuou a escalar. Após a travessia desde o início da rota eslovena, onde começou a parede íngreme, escalaram colunas salientes na face norte. A fim de evitar a chuva mortal de rochas, os três alpinistas permaneceram em uma linha reta minimizando as chances de todos serem atingidos ao mesmo tempo. Mais duas cordadas acima e a equipe foi parada por uma seção de gelo, neve, e pedras soltas, sendo obrigados a atravessar para a esquerda da crista. Apesar das rochas estarem muito soltas, continuaram a escalada, chegando ao cume por volta de três da tarde.

Dois dias depois, Elly e Saskia voltaram para tentar o percurso novamente já que haviam desistido. Depois de 16 horas, eles escalaram a rota e desceram, estabelecendo assim a segunda ascensão da nova rota.
 

Assista ao vídeo da escalada (com legendas em inglês):

Publicidade:


Publicidade

Publicidade