Resultado final da 12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha

Resultado final da 12ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha

10 filmes brasileiros concorrem ao Troféu Corcovado nas categorias Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Fotografia e Melhor Montagem. Os vencedores são escolhidos por júri oficial e júri popular.

Fonte: Texto: Atila Barros

 

Vamos aos resultados...
 
Melhor Fotografia: NO ROPES NO BOLTS
 
Melhor Filme pelo Júri Técnico e Popular: NO ROPES NO BOLTS
 
Julio Blander e Felipe Dallorto (Rio de Janeiro), Escalada, 2012, 50 min 
Produção Felipe Dallorto, Julio Blander e Flávia dos Anjos , http://www.actionbrasil.tv  
 
Expedição de Felipe Dallorto e Flavia dos Anjos, que escalam dois estilos com forte teor psicológico. Em Maiorca, na Espanha, a convite do escalador espanhol Eneko Pou, os dois encaram e conquistam psicoblocs, um estilo de escalada solo sobre águas profundas, que não usa qualquer tipo de equipamento de segurança. Em Peak District, na Inglaterra, ambos experimentam a famosa rocha gritstone, num lugar onde proteções fixas simplesmente não existem.
 
Melhor Diretor: HARMATAN
 
Eliseu Frechou (São Paulo), Escalada, 2012, 21 min 
Produção Eliseu Frechou, Marcio Bruno, Wiland Pinsdorf e Edemilson Padilha.
 
Documentário sobre as expedições brasileiras à região do deserto do Sahel no Mali. Na ocasião, os escaladores abrem novas vias e reafirmam a vocação do Brasil para produzir montanhistas capazes de suportar o calor extremo.
 
Melhor Montagem:  Espírito de Liberdade
 
Jader Lago (São Paulo), Vários esportes, 2012, 41 min 
Produção Flávia Mazzaro, Mariana Gabriel e ESPN Brasil, http://espn.com.br/expn  
 
O que todos os atletas dos esportes de ação têm em comum? Para encontrar a resposta, foi necessário desafiar os Alpes em altíssimos haglines, surfar no rio Eisbach em Munique, esquiar nos Winter X Games da França e saltar com as motos do Mundial de Freestyle Motocross em Berlim. As respostas obtidas nessa viagem variam na forma, mas se parecem no conteúdo. Elas falam de sensações difíceis de serem descritas, mas fáceis de serem sentidas. Um universo de descobertas constantes em cada desafio, uma alegria infinita guiada pelo Espírito de Liberdade.
 
Até o próximo ano!
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade