Eslovenos escalam a face oeste do Janak (7.041 m) - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Nejc Marcic e Luka Strazar

Eslovenos escalam a face oeste do Janak (7.041 m)

Os jovens eslovenos vencedores do Piolet d'Or 2012, Nejc Marcic e Luka Strazar, realizaram com sucesso a segunda ascensão do Janak (7.041 m), abrindo “Modri dirkac” (1.400m, M4, 80°), a primeira via de sua face oeste, até então virgem.

Fonte: Desnivel.com

A jovem dupla de alpinistas eslovenos Nejc Marcic e Strazar Luka, que na última primavera ganhou o Piolet d'Or 2012 pela abertura da rota “The Dreamers of the golden Cave” (VI / 5, M5, A2, 1.600 m) no K7 (6.934 m), recentemente fizeram uma nova primeira ascensão de importância em uma montanha no Himalaia. Desta vez, seu objetivo era Janak (7.041 m), pico que fizeram a segunda ascensão absoluta, e que escalaram a primeira rota de sua face oeste até então intocada, que deram o nome de “Modri dirkac” (1.400m , M4, 80º).

 
Strazar e Marcic estabeleceram seu acampamento base em Lonak, ponto situado na rota de trekking normal para o Acampamento Base do Kangchenjunga Norte, no extremo leste do Nepal. De lá, eles percorreram um longo caminho para montar um acampamento base avançado no isolado glaciar Chijima.
 
Depois de completar sua aclimatação e tentar o Lashkar II (6.803 m), montanha virgem que escapou de seus dedos devido às más condições climáticas, começaram a atacar a nunca antes escalada face oeste do Janak.
 
A rota
 
Sua idéia original era fazer a escalada pro cume através de uma linha direta bem no centro da parede. No entanto, as condições de neve os obrigou a se mover para a direita, onde alcançaram o cume do pilar sudoeste depois de mais de 1.100 metros verticais de ascensão. Lá, uniram sua nova rota à única outra rota da montanha, a “Stremfelj-Zalokar”, que seguiram para ganhar os últimos 350 metros para o cume.
 
Por sua própria descrição, o novo traçado inclui um monte de verglass, apesar de admitir que as maiores dificuldades encontradas foram baixas temperaturas e ventos fortes que eles suportaram no topo da montanha, mais difícil que o próprio desafio técnico.
 
Os dois alpinistas precisaram bivacar acima do pilar para chegar ao cume no início da tarde de seu segundo dia na parede. Nove horas de descida de volta para a segurança de seu acampamento base avançado, chegando às onze da noite.
 
A nova rota Nejc Marcic e Luka Strazar tem um comprimento total de cerca de 1.400 metros de altitude, com dificuldades máximas para M4 e 80º. Deram o nome de “Modri dirkac”, algo como "corredor azul", um personagem famoso de desenhos animados em seu país.
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade