Morre Maurice Herzog, conquistador do Annapurna, aos 93 anos - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
O primeiro homem a culminar um 8000

Morre Maurice Herzog, conquistador do Annapurna, aos 93 anos

Conforme relatado por Dauphine Libere, o conquistador, (com Louis Lachenal), 1º homem que pisou em um oito mil morreu nesta quinta-feira, aos 93 anos de idade. Além de alpinista, Herzog participou da resistência francesa contra a invasão nazista e era um político que serviu em vários cargos, como prefeito de Chamonix e Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. Ele escreveu o que é talvez o livro mais famoso e mais vendido sobre montanhismo: “Annapurna, primeiro oito mil”.

Fonte: Barrabes.com

Maurice Herzog, o primeiro ser humano com Louis Lachenal a por o pé no cume de um oito mil, Annapurna, em 1950, morreu ontem aos 93 anos, de acordo com ledauphine.com.

 
Sua figura foi lendária, tanto para a sua realização como as controvérsias subseqüentes que o seguiram até hoje, alguns dos quais, como o que ocorreu em 2006, com os descendentes de Lachenal, ou em 2000, quando um livro americano afirmou que ascensão foi uma fraude viabilizada pelo governo francês. Afirmativa esta que ele negou em uma declaração exclusiva para o site www.barrabes.com.
 
Em uma descida épica, sofreu queimaduras graves e amputações por perder uma luva. Tudo isso foi dito no best-seller "Annapurna, primeiro oito mil", que permaneceu por muito tempo entre os livros mais vendidos na França, e tem marcado várias gerações de escaladores de todo o mundo.
 
Membro da resistência anti-nazista durante a sua vida ocupou vários cargos políticos: foi Deputado, membro do COI, Secretário de Estado da Juventude e Desportos, membro do Conselho Econômico e Social, Prefeito de Chamonix, e detentor da Grã-Cruz da Ordem Nacional da Legião de Honra.
 
 
Maurice Herzog
1919 - 2012
 

Publicidade